Coronavírus: Federação de Canoagem abdica das últimas provas qualificativas para Tóquio

15% das vagas serão atribuídas segundo os rankings de 2019

A Federação Internacional de Canoagem (ICF) decidiu esta quinta-feira abdicar da realização das provas qualificativas para os Jogos Olímpicos Tóquio'2020 e entregar 15% das vagas, devido à pandemia de Covid-19.

O organismo referiu que vai propor ao Comité Olímpico Internacional (COI) recorrer ao atual 'ranking' de slalom e ao Mundial de 'sprint' de 2019 para efetivar a medida, depois de ter anunciado, na terça-feira, que todas as competições internacionais agendadas até ao final de maio foram adiadas ou canceladas.

Também na terça-feira, o governo japonês e o COI deixaram claro a intenção de organizar os Jogos Olímpicos nas datas previstas, entre 24 de julho e 9 de agosto, e manifestou apoio a um desporto como a canoagem, que ainda tem quotas olímpicas por garantir.

Portugal conta, até ao momento, com sete atletas apurados na modalidade para participar no evento japonês: Fernando Pimenta (K1 1000), Emanuel Silva, João Ribeiro, Messias Batista e David Varela, todos na vertente de K4 500, Antoine Launay (K1 slalom) e Teresa Portela (K1 200).

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 235 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.800 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 86.600 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 177 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Canoagem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.