Record

Mundiais: Norueguês batido por Pimenta protagoniza brutal gesto de fair play

Eivind Vold abdicou da sua medalha em prol de Javier Hernanz

O norueguês Eivind Vold mostrou esta segunda-feira que vencer (ou alcançar uma medalha) não deve ser algo a conseguir a todo o custo. Terceiro classificado na prova de K1 5000 dos Mundiais de canoagem, na qual Fernando Pimenta alcançou o ouro, o norueguês admitiu ter feito 'batota' e decidiu que a medalha de bronze por si conquistada deveria ser dada ao espanhol Javier Hernanz, o quarto a cruzar a meta.

"Ontem deram-me a medalha de bronze dos Mundiais na prova de K1 5000. A princípio fui desqualificado, mas os juízes reverteram a decisão e decidiram dar-me a medalha. Ainda assim, depois de ver o vídeo da corrida percebi que os juízes tomaram a decisão correta em primeiro lugar e que, no calor do momento, passei pelo interior da boia, algo que não tinha percebido. Estou muito feliz pela minha performance, mas sei que esta medalha pertence ao meu amigo espanhol Javier Hernanz. Parabéns amigo e obrigado a todos os que me felicitaram", escreveu o norueguês, na rede social Instagram.

Ainda assim, refira-se que este gesto de Vold não significa imediatamente a atribuição do terceiro lugar ao espanhol, isto porque a Federação Internacional de Canoagem terá de ratificar uma eventual mudança de posições, algo que foi negado após primeiro recurso espanhol.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Canoagem

Notícias

Notícias Mais Vistas

M