Seleção nos Europeus a "testar soluções" sem esquecer as medalhas

Objetivo é preparar o apuramento olímpico Tóquio'2020

• Foto: Aleksandar Djorovic

A seleção de canoagem disputa de sexta-feira a domingo os europeus da Bulgária com o intuito de começar a testar as "melhores soluções para o apuramento olímpico Tóquio2020", sem renegar as hipóteses de pódio.

"O nosso objetivo, delineado com os técnicos, é o de aproveitar estes dois primeiros anos para testar todas as soluções possíveis para que, no ano do apuramento olímpico, possamos atacar com as embarcações que nos derem mais garantias de qualificação", resumiu o diretor-técnico nacional, Ricardo Machado.

Em declarações à agência Lusa, Machado, que também é vice-presidente da federação, acrescentou: "Este Europeu também é para ver o que podemos melhorar. No momento certo, queremos estar à altura das ambições. Desejamos formar tripulações com mais garantias de resultado, independentemente de quem estiver nelas."

Fernando Pimenta vai dedicar-se esta época exclusivamente ao K1, tanto nos olímpicos 1.000 metros, como nos 500 e 5.000, distâncias que também vai fazer em Plovdiv - o quinto classificado no Rio'2016 defende, aliás, os títulos europeus em K1 1.000 e 5.000 conquistados em Moscovo.

"O Fernando Pimenta já demonstrou tudo o que tinha para mostrar. É inquestionável o valor individual dele. Fez um último ciclo olímpico quase perfeito. Faltou um pouco de sorte nos Jogos Olímpicos. Não tem de provar nada a ninguém. Já provou que é dos melhores do mundo. Esperamos sempre que lute pelos lugares da frente e ele mais do que ninguém tem vontade e vai fazê-lo", disse.

Quanto ao K4, que para Tóquio'2020 vai ter os 500 metros no programa em vez dos 1.000 do Rio'2016, Pimenta cedeu o lugar ao jovem David Varela, que faz equipa com os olímpicos e bem mais experientes Emanuel Silva, João Ribeiro e David Fernandes.

"O K4 deu bons indicadores nas taças do mundo em Portugal e Hungria, tendo entrado nas finais. O que esperamos é que tenham evoluído em termos de rendimento e possam corresponder e entrar na final. Depois logo se vê. Se entrarem, vão querer, mais do que ninguém, lutar pelos lugares da frente e medalhas", defendeu.

Todos os 11 elementos convocados para Plovdiv participaram em duas taças do mundo esta época, sendo que nos Europeus o dirigente espera "um nível competitivo muito elevado, pois trata-se do continente mais forte, com mais finalistas nos mundiais e Jogos Olímpicos".

"Já tirámos algumas ilações das provas anteriores. Vai ser um bom teste para a principal competição da época, os Mundiais na terceira semana de agosto na República Checa", completou.

Portugal, que parte esta terça-feira do Porto para a Bulgária, apresenta uma equipa de 11 canoístas, sete masculinos e quatro femininos, aos quais se juntam dois na para-canoagem.

Tripulações portuguesas em prova:

200 metros:

K-1 Teresa Portela.

K-2 Joana Vasconcelos/Francisca Laia.

C-1 Hélder Silva.

C-2 Hélder Silva/Nuno Silva.

500 metros:

K-1 Fernando Pimenta

K-2 Emanuel Silva/João Ribeiro.

K-2 Joana Vasconcelos/Teresa Portela.

K-4 Emanuel Silva/João Ribeiro/David Fernandes/David Varela.

K-4 Joana Vasconcelos/Francisca Laia/Teresa Portela/Maria Cabrita.

1000 metros:

K-1 Fernando Pimenta.

C2 Hélder Silva/Nuno Silva.

5000:

K-1 Fernando Pimenta.

Para-canoagem:

KL1 Floriano Jesus.

KL2 Norberto Mourão.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Canoagem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.