Américo Silva rescinde com Efapel

Diretor desportivo foi substituído por Rúben Pereira

Américo Silva
Américo Silva • Foto: DR

O diretor desportivo Américo Silva deixou a Efapel "por mútuo acordo" e foi substituído por Rúben Pereira, disse esta sexta-feira à Lusa o sucessor, que já fazia parte da estrutura e vai assumir o cargo até final do ano.

"Américo Silva saiu por mútuo acordo entre as partes, sem qualquer problema. Assumi o cargo e o José Augusto Silva chegou como adjunto e será uma peça importante na Volta a Portugal", revelou Ruben Pereira, à margem da partida da segunda etapa do Grande Prémio Abimota, em Ourém.

O novo diretor desportivo, filho do dono da equipa, Carlos Pereira, vai assumir a prova até final do ano e a Efapel terá dois diretores, algo "importante para corridas de maior importância", com a saída do antigo diretor a dar-se após o Grande Prémio Jornal de Notícias.

Américo Silva liderava a equipa pelo quarto ano seguido, depois de voltar à modalidade após um período de ausência na sequência da saída da Liberty Seguros, tendo sido contratado José Augusto Silva, antigo diretor da LA Alumínios.

Com um "grupo especial e ambicioso", que segue "muito unido", o objetivo continua a ser "disputar a Volta a Portugal", depois de Joni Brandão, a grande aposta da Efapel, ter vencido três etapas no GP Jornal de Notícias, mas falhado a vitória final.

No 40.º GP Abimota, a Efapel chega com cinco corredores, porque vários nomes estão "em estágios de altitude" a preparar a Volta a Portugal, mas também pela presença de Rafael Silva na seleção portuguesa nos Jogos Europeus, em Minsk, um "orgulho para a equipa, que não é de se negar ao ciclista ou à federação".

Mesmo ficando "difícil controlar o terreno só com cinco", o objetivo é "dignificar o patrocinador" e fazer a melhor corrida possível, depois de no primeiro dia, um contrarrelógio por equipas em Lisboa, terem ficado em terceiro lugar, a dois segundos da vencedora W52-FC Porto.

Esta sexta-feira, a segunda etapa do Abimota liga Ourém a Mortágua ao longo de 170,3 quilómetros, com partida pelas 12:25 para uma tirada com duas contagens de montanha, ambas de terceira categoria, mas ainda longe da meta, num dia para os 'sprinters', com a prova a terminar no domingo, em Águeda.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.