Andrey Amador vence Clássica Primavera de Amorebieta

Espanhol Gustavo Veloso (W52/FC Porto) cortou a meta na sexta posição

• Foto: EPA

O ciclista costa-riquenho Andrey Amador (Movistar) venceu este domingo a 64.ª edição da Clássica Primavera de Amorebieta, com o espanhol Gustavo Veloso (W52/FC Porto) a cortar a meta na sexta posição.

O costa-riquenho, de 31 anos, bateu o espanhol Alejandro Valverde, companheiro de equipa, e selou a 'dobradinha' da Movistar ao terminar os 171,5 quilómetros da prova em 4:06.11 horas, com o veterano espanhol a fazer o mesmo tempo.

Atrás da dupla da Movistar, que venceu isolada a corrida espanhola, terminou o colombiano Wilmar Paredes (Manzana Postobon), a 10 segundos, sendo que o segundo classificado de 2017 foi o mais rápido de um grupo de perseguidores em que vinha Veloso, sexto classificado.

Amador e Valverde, um dos favoritos à vitória depois dos triunfos de 2003, 2004 e 2009, atacaram o pelotão no início da última das três grandes subidas da prova, depois de um bom trabalho da equipa, e acabaram por dominar a prova nos primeiros lugares, com o colombiano Carlos Betancur a fechar ainda na quarta posição.

"O Alejandro (Valverde) não disputou a vitória, porque para ele mais uma ou menos uma não significa nada", brincou Amador no final da prova, depois de agradecer o triunfo a "toda a equipa" e ao líder da formação espanhola, que o ajudou "até ao final".

Para a Movistar, foi a quarta vitória consecutiva na prova, depois de Jesús Herrada (2015), o italiano Giovanni Visconti (2016) e o espanhol Gorka Izagirre (2017), e a quinta vitória de estrangeiros na prova espanhola desde 2010, com destaque para o português Rui Costa, em 2013.

A 3.29 minutos do vencedor, Rui Vinhas (W52/FC Porto) foi o melhor português, na 25.ª posição, com Joaquim Silva (Caja Rural-Seguros RGA) quatro posições abaixo, no mesmo grupo, e João Rodrigues, também dos 'dragões', no 33.º lugar, a 3.34.

César Fonte (W52/FC Porto) foi 38.º, à frente do colega de equipa António Carvalho (40.º), sendo que Rafael Reis (Caja Rural-Seguros RGA) fechou em 44.º e Ricardo Vilela (Manzana Postobon) em 56.º.

Dois ciclistas da W52/FC Porto não conseguiram terminar a prova: o português Tiago Ferreira e o espanhol Ángel Rebollido.

A Clássica de Amorebieta encerra a chamada 'semana ciclista do País Basco', realizando-se um dia depois do término da Volta ao País Basco, prova WorldTour de uma semana que foi ganha pelo esloveno Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo).

Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.