Ciclista de 19 anos morre durante prova na Bélgica

Má sinalização do Memorial Alfred Gadenne provocou tragédia

Um ciclista belga, de apenas 19 anos, morreu este domingo durante o Memorial Alfred Gadenne, uma prova de ciclismo disputada na Bélgica, junto à fronteira com França. Na base da tragédia que tirou a vida a Stefan Loos esteve um erro na sinalização da prova, que levou um polícia a guiar um grupo de corredores para uma zona que não fazia parte do percurso, motivando um violento choque de três deles numa carrinha que por ali passava.

Do acidente, Stefan Loos acabaria mesmo por perder a vida em face dos graves ferimentos, nomeadamente um grave traumatismo cerebral e lesões internas, ao passo que Rubén Apers teve de ser transportado de urgência para o hospital e operado de imediato, depois de ter fraturado a clavícula e o ombro, para lá de ter sofrido uma dupla fratura do músculo esquerdo e ainda uma comoção cerebral. Já Jonas Bresseleers também chocou com a carrinha, mas não se lesionou com gravidade.

De notar que esta foi a segunda tragédia da semana no mundo do ciclismo, depois da morte do norte-americano Tate Meintjes, também de 19 anos, durante um treino de reconhecimento para uma prova.
Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas