Covid-19: Volta a Flandres junta-se à lista de 'monumentos' do ciclismo anulados

Evento junta-se ao Paris-Roubaix e à Liège-Bastogne-Liège na lista de 'monumentos' retirados do calendário

• Foto: Facebook / We Ride Flanders

A Volta a Flandres foi cancelada "na data prevista" de 05 de abril, devido às medidas anunciadas pelo Governo belga para lutar contra a disseminação da Covid-19, anunciou esta terça-feira a organização.

"A maior festa popular da Flandres não poderá decorrer, devido às medidas tomadas pelo Governo para luta contra a propagação da Covid-19", precisou a organização, revelando que um possível adiamento será estudado em conjunto com a União Ciclista Internacional.

Num dia 'negro' para o pelotão, a Volta a Flandres junta-se ao Paris-Roubaix (12 de abril), organizado desde 1896 e interrompido apenas devido às duas guerras mundiais, e à Liège-Bastogne-Liège (26 de abril) na lista de 'monumentos' retirados do calendário velocipédico.

Com o cancelamento da Milão-San Remo, inicialmente prevista para 21 de março, e a anulação hoje de Volta a Flandres, Paris-Roubaix e Liège-Bastogne-Liège, há quatro dos cinco 'monumentos' à procura de uma nova data para se realizar ainda esta temporada -- a Volta à Lombardia, agendada para 10 de outubro, não está para já ameaçada.

Estas corridas juntam-se a outras do principal escalão de estrada do ciclismo no rol de adiamentos ou cancelamentos dos últimos dias, como as clássicas De Panne, E3, Gent-Wevelgem, Dwars door Vlanderen, Flèche Wallonne ou a Volta ao País Basco.

O Paris-Nice acabou no sábado um dia mais cedo, depois de protestos, ameaças de boicote e desistências de ciclistas, mas conseguiu sair para a estrada, ao contrário da Strade Bianche e de outras provas em Itália, como o Tirreno Adriático ou a Milão-Sanremo - cancelada apenas pela quarta vez na sua longa história (os outros três cancelamentos aconteceram no período das Grandes Guerras), mas também da Volta à Catalunha.

A estas junta-se a suíça Volta à Romandia, que deveria decorrer entre 28 de abril e 03 de maio e foi cancelada, enquanto a Volta a Itália, primeira das três grandes Voltas, já não vai começar em 09 de maio, depois de ter sido adiada, com outras provas ainda em dúvida e vários ciclistas infetados, entre eles o colombiano Fernando Gaviria (UAE Emirates).

Em Portugal, a Volta ao Alentejo, que deveria ter ido para a estrada entre 18 e 22 de março, foi a principal 'vítima' da pandemia de Covid-19.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 189 mil pessoas, das quais mais de 7.800 morreram.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.