Diretor da Cofidis ameaça fazer greve de fome

Equipa está de quarentena nos EAU

Quatro equipas de ciclismo, entre elas a UAE Emirates e a Cofidis, ainda permanecem em quarentena nos hotéis, nos Emirados, depois de ter sido dada por encerrada a Volta a este país, na sexta-feira, por suspeita de dois elementos do staff da UAE estarem contaminados com o coronavírus.

A situação tem provocado alguns constrangimentos às equipas retidas, uma vez que os ciclistas não podem treinar, tentando passar o tempo com atividades nos quartos. Mas há já quem esteja mesmo a chegar ao limite, como é o caso de um dos diretores da Cofidis, que não concorda com a situação de quarentena a que foi sujeita a sua equipa.

"Creio que já passámos os limites da decência. Na nossa equipa não há qualquer problema e estamos confinados ao hotel, simplesmente porque estivemos no mesmo andar dos supostos infetados", disse Roberto Damiani, que ameaçou com uma medida drástica. "Se a situação não se alterar nas próximas horas, iniciarei uma greve de fome para defender os ciclistas."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0