Geraint Thomas diz que será "estranho" para Froome correr contra a INEOS

'Froomey' já anunciou que vai trocar a equipa britânica pela Israel Start-Up Nation em 2021

Chris Froome deixa a equipa britânica no final da época
Geraint Thomas
Chris Froome deixa a equipa britânica no final da época
Geraint Thomas
Chris Froome deixa a equipa britânica no final da época
Geraint Thomas
O ciclista britânico Geraint Thomas disse esta sexta-feira que será "mais estranho" para o compatriota e ainda colega de equipa Chris Froome correr contra a INEOS, em 2021 pela Israel Start-Up Nation, do que o inverso.

"Acho que será estranho para Froome, como para nós. Mais estranho. De repente, estará num ambiente diferente, vai ser uma mudança e tanto", explicou Thomas, numa conversa num podcast que dinamiza com outro colega de equipa, Luke Rowe.

Thomas e Froome correm juntos desde 2008, ainda na Barloworld, enquanto Rowe se juntou à então Sky em 2012. 'Froomey' já anunciou que vai trocar a equipa britânica pela formação israelita em 2021, depois de várias semanas de rumores dando conta de uma alegada disputa interna pela liderança da INEOS.

Entre os dois, há cinco vitórias na Volta a França: quatro para Froome, em 2013, 2015, 2016 e 2017, e uma para Thomas, em 2018, um ano antes de outro companheiro de equipa, o colombiano Egan Bernal.

"Tem tanta 'fome' como em qualquer outra altura. Trabalhou incrivelmente bem para voltar à forma em que está, após aquele acidente [em junho de 2019]. É um homem determinado e espero que acabe tudo em bem", acrescentou o galês.

Ainda segundo o corredor, há na INEOS outro ciclista a caminho de ser chefe de fila: o russo Pavel Sivakov, numa equipa em que também o equatoriano Richard Carapaz, vencedor da Volta a Itália em 2019, tem aspirações de liderança.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas