GP Beiras e Serra da Estrela com 18 equipas e passagem na Torre

Quarta edição decorre entre 12 e 14 de abril

A quarta edição do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, que se realiza de 12 a 14 de abril, vai contar com 18 equipas de ciclismo e vai passar pela Torre.

"Este é um prémio com categoria 2.1 [da União Ciclista Internacional, último que permite equipas do WorldTour]. Teremos cá equipas de bastante valor. Teremos um pelotão com 18 equipas de várias nacionalidades", afirmou esta segunda-feira Carlos Pereira, diretor da prova.

Este responsável falava em Belmonte, distrito de Castelo Branco, onde hoje foi apresentada a quarta edição da prova, que percorrerá mais de 500 quilómetros, passando por 16 concelhos dos distritos de Castelo Branco e da Guarda.

De acordo com Carlos Pereira, a prova vai ter três etapas, "todas elas difíceis", "com bastante montanha", sendo que a última é considera a "etapa rainha" por integrar a passagem na Torre, na Serra da Estrela.

Sublinhando que este prémio tem "grande importância" no calendário da Federação Portuguesa de Ciclismo, Carlos Pereira destacou que todos os ciclistas e todas as equipas querem ganhar.

Entre as equipas que deverão estar na prova, destaque para a W52-FC Porto, a Israel Cycling Academy e a norte-americana Rally UHC, todas do escalão continental profissional (segunda divisão).

De resto, em prova estarão as oito equipas continentais portuguesas: Rádio Popular-Boavista, LA-Alumínios, Miranda-Mortágua, Efapel, Oliveirense-Inoutbuild, Vito-Feirense, Aviludo-Louletano e Sporting-Tavira.

Do mesmo escalão, devem estar presentes a EvoPro (Irlanda), VIB Sports (Barhein), Monkey Town (Holanda), Amore & Vita-Prodir (Letónia), Hurom (Polónia), Massi Vivo (Paraguai) e Lokosphinx (Rússia), que conquistou no ano passado a prova, por Dmitry Strakhov.

Em relação aos ciclistas, Carlos Pereira destacou, entre outros, Raúl Alarcon e Gustavo Veloso (W52-FCPorto), Jóni Brandão (Efapel) ou Tiago Machado (Sporting-Tavira).

"A grande luta vai ser entre os portugueses, que já têm este território como seu e não querem deixar que o prémio vá para fora, até porque ganhar o Grande Prémio das Beiras e Serra da Estrela já é um feito bastante grande", disse.

A prova começa no dia 12 de abril, com a ligação entre Vilar Formoso e Pinhel, num trajeto de 155 quilómetros, classificado como de "média dificuldade".

A segunda etapa decorre no dia 13, com partida em Manteigas e chegada no Fundão, num total de 197 quilómetros, e cuja dificuldade é considerada "média alta".

A derradeira etapa tem 177 quilómetros, está classificada como sendo de dificuldade "média alta" e realiza-se no dia 14, com partida em Celorico da Beira, passagem pela Torre e meta na Covilhã.

De acordo com José Manuel Biscaia, secretário-geral da Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB), entidade que promove este prémio, haverá mais de 750 pessoas envolvidas, mais de 100 viaturas a acompanhar a prova, mais de 3.000 dormidas na região e cerca de 9.000 refeições servidas, segundo apontou.

Citando um estudo referente à edição de 2018, este responsável explicou que a estimativa aponta para que o valor potencial do evento seja na ordem dos 2,1 milhões de euros, quando o investimento ronda cerca de 210 mil euros.

"Estamos aqui a servir-nos de um evento chamado ciclismo para, essencialmente, divulgar o nosso território e promovê-lo; promovê-lo nacional e internacionalmente", disse.

José Manuel Biscaia frisou ainda que a organização continua a pensar alargar esta prova ao território espanhol, estando previsto que no próximo ano haja uma etapa em Salamanca.

Presente na conferência de imprensa, o presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, sublinhou a importância deste evento ao nível da estratégia de promoção e valorização turística da marca "Centro" e mais em particular do destino Serra da Estela, nomeadamente em termos do turismo ativo e do turismo desportivo.

Uma ideia partilhada pelo presidente da AMCB e da Câmara de Belmonte, António Dias Rocha, que se mostrou confiante de que a edição deste ano terá o mesmo sucesso, que tiveram as anteriores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas