Maria Martins satisfeita por ter participado na primeira edição do Paris-Roubaix

Portuguesa terminou corrida dos pavés em 19.ª

Este sábado foi um dia histórico para o ciclismo, com a realização pela primeira de uma versão feminina da mítica clássica Paris-Roubaix, que se disputa este domingo para os masculinos pela 125.ª vez. A portuguesa Maria Martis, que compete pela equipa Drops, fez parte deste momento único, terminando em 19.ª, a 5.55 minutos da vencedora, a britânica Elizabeth Deignan (Trek).

"O objetivo era fazer parte deste evento e depois terminar. É uma das provas mais lendárias no ciclismo na Europa. É histórico o que o ciclismo feminino está a viver", confessou a Record a campeã nacional, referindo que a equipa fez antes o percurso da corrida dos pavés como reconhecimento.

"Fizemos duas ou três vezes o percurso antes da corrida e obviamente os pavés aqui são unidos e não se encontram noutro lugar do mundo. Não há nada de igual. é uma dificuldade extrema e foi uma corrida de eliminação porque com o passar dos setores acumula-se cansaço tanto físico como mental. De qualquer modo é fantástica esta corrida", frisou a versátil Maria Martins, que foi olímpica em Tóquio na pista, explicando o que foi mais complicado.

"O problema foi o piso escorregadio e a lama. Mas o mais complicado é antes de entrar nos setores pavés porque tem que se estar bem colocada. Isso é decisivo".

 "É uma corrida muito bonita… sobretudo para aqueles que estão a ver na televisão [risos]. Para nós, foi uma corrida especial porque fizemos história. Fico feliz por fazer parte disto", referiu ainda Maria Martins, lamentando a demora em haver uma versão feminina da mítica corrida.

 "É muito tempo. Quando se fala de uma prova tão mítica, deveria haver uma prova feminina há mais tempo. Temos de lembrar que há mais de 100 anos que há ciclismo feminino, então porque não o Paris-Roubaix? Só foi agora… é a desigualdade entre masculinos e femininos. Acredito que pouco a pouco, as coisas vão-se normalizando. Até nos prémios que se recebe, acho que podia haver mais harmonização…".

Por Marco Martins
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas