Mundiais: João Almeida é a arma para atacar o top 10 dos Sub-23

Prova de fundo disputa-se a partir das 14 horas

A Seleção Nacional sub-23 ambiciona um lugar entre os dez primeiros na prova de fundo dos Mundiais, que se disputa hoje a partir das 14h00.

A arma de Portugal para atacar este objetivo ou quem sabe mesmo o pódio é João Almeida, ciclista já com uma vasta experiência internacional e já com lugar certo no pelotão do World Tour na próxima época, através da Deceuninck-Quick-Step. O português acabou por ter um contratempo no contrarrelógio, ao sofrer uma queda.

"Depois daquele azar no contrarrelógio, quero colocar a ambição alta, vou lutar por um lugar no top 10. Trabalhei para estar bem nesta corrida e acredito que posso fazer uma boa prova", antecipou em declarações à assessoria da federação o duplo campeão nacional (fundo e ‘crono’).

Para além de João Almeida (dorsal 73), a equipa portuguesa é comporta por André Carvalho (74), Emanuel Duarte (75) e Miguel Salgueiro (76).

Também hoje compete a júnior Daniela Campos na prova de fundo. A algarvia, ainda júnior de primeiro ano, vai alinhar com o dorsal 85. "Farei o melhor possível, num percurso muito plano. Preferia que tivesse mais subidas", confessa Daniela Campos.

Entretanto, nos juniores masculinos, João Carvalho foi o melhor português na prova de fundo, em 55º, a 16.49 minutos do norte-americano Quinn Simmons, sendo que André Domingues (com dores abdominais) foi um dos 48 desistentes.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.