Não, não era um jogo de futebol...

Loucura em Medellín na apresentação das equipas que vão participar na Volta à Colômbia

• Foto: DR

O Estádio Atanasio Girardot, em Medellín, onde jogam as equipas do Atlético Nacional – clube de que Pablo Escobar era adepto –, e do Independiente, encheu-se não para receber um qualquer dérbi desta cidade colombiana, mas sim para a população aplaudir os ciclistas que a partir de hoje participam na Volta à Colômbia.

A prova vai contar com a participação de uma equipa portuguesa, a Efapel. "Foi incrível. Nunca antes tinha visto uma apresentação assim e muito menos estado presente. Um estádio todo de pé a gritar e aplaudir todas as equipas e ciclistas é uma coisa que nunca tinha sequer sonhado", relatou-nos Rafael Silva, ciclista da Efapel, que ficou verdadeiramente deslumbrado com o que viu. "É um país que vê o ciclismo e os ciclistas como verdadeiros heróis."

O ciclismo é efetivamente uma modalidade que desperta paixões na Colômbia e espelho disso é a forma como Nairo Quintana é recebido cada vez que vence uma Grande Volta. Tem honras de receção das mais altas instâncias governamentais que viram nele um meio para fazer da Volta à Colômbia uma prova mediática. E embalados, os organizadores ainda conseguiram ter Chris Froome. O britânico inicia 2019 na corrida colombiana e também ele ficou rendido com a receção.

"É impressionante e reconfortante ser recebido desta forma, quando todos os anos corro contra o Nairo Quintana. Poderia ser visto como o inimigo, mas nada disso", frisou Froome.

Por Ana Paula Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas