Pedais estão de volta

Época internacional 2017, que começa oficialmente hoje, fica assinalada por algumas novidades

• Foto: EPA

Alberto Contador, Peter Sagan, Vincenzo Nibali e Tony Martin são alguns dos ciclistas que vão envergar novas camisolas na temporada de 2017, que arranca oficialmente hoje com o Tour Down Under, do calendário do World Tour.

Os dois primeiros, espanhol e eslovaco, vão ser referências na Trek e Bora, respetivamente, depois de terem sido companheiros de equipa nos últimos anos na Tinkoff, uma das equipas que deixou o pelotão no final de 2016. Já o italiano Nibali abraçou um novo projeto, do Médio Oriente, a Bahrain-Merida, deixando a Astana. O alemão Martin, esse, gostou do que a Katusha de José Azevedo lhe propôs e deixou a Quick Step. Para esta equipa foi um dos mais emblemáticos ciclistas de clássicas, Philippe Gilbert, após não ter tido grande sucesso na BMC.

As forças continuam então distribuídas, com o colombiano Nairo Quintana a ser a referência na Movistar para as grandes provas por etapas, nomeadamente o Tour, prova na qual o britânico Chris Froome defenderá o título e de novo pela Sky. Uma Sky que anda envolta em polémica, até que se esclareça de vez o conteúdo de um pacote enviado para a equipa desde a Grã-Bretanha para França, em 2011. Na altura, era Bradley Wiggins o chefe-de-fila.

Novas corridas

No que ao calendário do World Tour diz respeito, há novas corridas a integrar esta elite, como a Volta à Turquia, ganha o ano passado por José Gonçalves, então com a camisola da Caja Rural. A Volta à Califórnia também subiu de escalão, sendo que há a destacar, pela negativa, a anulação da Volta ao Qatar. Mas o Médio Oriente está representado pela Volta a Abu Dhabi.

Por Ana Paula Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas