Peter Sagan e o título mundial perdido: «Estou demasiado gordo!»

Eslovaco explica por que não conseguiu manter camisola arco íris

• Foto: Reuters

Vencedor dos Mundiais de estrada nos últimos três anos, Peter Sagan chegou este ano a Innsbruck como um potencial candidato a voltar a subir ao lugar mais alto do pódio, mas assim que a prova se foi desenrolando percebeu-se que este não era o dia do eslovaco da Bora–Hansgrohe. Mas, então, o que correu mal? O ciclista, de 28 anos, não teve papas na língua e foi claro na justificação.

"Por que não ganhei? Porque estou demasiado gordo! Peso 80 quilos. O que podia eu fazer num percurso como aquele? Foi um dia difícil para mim, mas tenho orgulho no novo campeão do Mundo, um ciclista que batalhou muitos anos para ter a camisola arco-íris", declarou, em entrevista ao portal VeloNews, o eslovaco.

Sagan foi também figura pela forma como, com muito fair play, subiu ao palco para dar a camisola de campeão a Alejandro Valverde, algo que, sabe-se agora, foi ideia do próprio eslovaco. "Recompensei-o, porque assim tive oportunidade de tocar uma vez mais na camisola do arco-íris, que esteve comigo durante três anos e que já começava a ser um peso pesado. A ideia foi minha, porque no boxe são os rivais quem entrega o cinturão. Perguntei à UCI se seria possível... Senti-me orgulhoso por lhe passar a camisola e ele também estava feliz. Disse-lhe para desfrutar dela", concluiu.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.