Portugal 24.º no contrarrelógio coletivo da Volta a França do futuro

Suíça foi a equipa mais rápida

A equipa de Portugal terminou esta sexta-feira em 24.º e antepenúltimo lugar o contrarrelógio coletivo da segunda etapa da Volta a França do Futuro (sub-23), ganha pela Suíça.

Jorge Magalhães, Guilherme Mota, Francisco Campos, Marcelo Salvador, Gonçalo Carvalho e Afonso Silva concluíram a tirada de 32 quilómetros entre Eymet e Bergerac em 41.43 minutos, a 3.37 dos helvéticos.

O discreto desempenho luso verificou-se depois de na estreia, na quinta-feira, uma queda coletiva ter afetado Afonso Silva, Guilherme Mota e Marcelo Salvador.

O dinamarquês Mathias Norsgaard Jorgensen manteve a camisola amarela, apesar de ter perdido 47 segundos para toda a equipa da Suíça e 19 para a da Noruega, já que a sua seleção foi a terceira no pódio.

Jorgensen tem agora cinco segundos de vantagem para um quarteto suíço e 33 para um quarteto norueguês.

Gonçalo Carvalho é o melhor luso, mas caiu 51 posições para 112.º, a 3.42 minutos.

A terceira de 10 etapas disputa-se no sábado, com 162,3 quilómetros entre Montignac-Lascaux e Mauriac.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.