Remco Evenepoel como CR7 ou Mbappé: «Vai custar-lhes mais do que 100 milhões»

Patrão da Quick-Step Alpha Vinyl afasta a INEOS da corrida pelo belga

• Foto: Getty Images

Aos 22 anos, o ciclista Remco Evenepoel tem tudo para ser uma das figuras mais importantes da geração que se prepara para dominar o desporto mundial nas respetivas modalidades nos próximos anos. Tal como o espanhol Carlos Alcaraz, de 19 anos, que é nº 1 ATP no ténis, ou o finlandês Kalle Rovanperä, de 21 anos, que pode domingo tornar-se no mais jovem campeão mundial de Ralis.

O triunfo na Volta a Espanha e o título mundial de fundo conquistado na Austrália fizeram a cotação de Evenepoel subir em flecha, ao ponto do patrão da Quick-Step ter dito que só o ‘vende’ - o ciclista tem contrato com a equipa até 2026 –, por um preço digno de um CR7 ou Kylian Mbappé, 100 milhões de euros. "Digo-vos que não vou vender o Remco. Talvez quando me retirar venda toda a equipa ao Grupo INEOS, mas o contrato do Remco não inclui uma saída com transferência. Vai custar-lhes mais do que 100 milhões de euros". Esta foi a resposta do polémico Patrick Lefevere, quando questionado sobre o interesse de outras equipas, nomeadamente da INEOS, no prodígio que trocou, aos 17 anos, o futebol pelo ciclismo. INEOS, essa, que tem como orçamento de 50 milhões de euros, o mais alto do pelotão mundial.

O dono da Quick-Step sabe pois que tem uma mina de ouro na sua equipa. "Não o vou vender, talvez quando me retirar venda a equipa toda. Ele tem contrato por mais cinco anos, nada é para toda a vida, mas vamos procurar respeitar o acordo."

Por Ana Paula Marques
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas