Rúben Guerreiro integra equipa da Trek-Segafredo para a Volta ao Algarve

Prova vai decorrer entre 15 e 19 de fevereiro

• Foto: Direitos reservados
O ciclista português Rúben Guerreiro integra a formação da Trek-Segafredo para a Volta ao Algarve, anunciou esta terça-feira a organização da prova, que decorre entre 15 e 19 de fevereiro.

A Trek-Segafredo irá apresentar-se no Algarve com a sua equipa das clássicas, tendo como nomes principais os 'sprinters' John Degenkolb, vencedor de dez etapas na Vuelta, do Paris-Roubaix e do Milão-Sanremo, Jasper Stuyven, primeiro classificado na Kuurne-Bruxelas-Kuurne em 2016 e vencedor da Volta ao Alentejo em 2013, e Giacomo Nizzolo, atual campeão italiano de fundo.

O português Rúben Guerreiro, após o bom desempenho no Tour Down Under, mereceu a 'chamada' da equipa dos Estados Unidos, que fica completa com Marco Coledan, Koen de Kort, Mads Pedersen e Gregory Rast.

Em comunicado, a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), que organiza a 'Algarvia', divulgou também a composição da Cannondale Drapac, que contará com o belga Sep Vanmarcke, especialista em clássicas que tem no Algarve o arranque de época tradicional, e Taylor Phinney, campeão dos Estados Unidos de contrarrelógio, que poderá ser um dos candidatos à geral.

O vice-campeão holandês de fundo, Wouter Wippert, será um dos nomes a ter em conta nas duas chegadas que se preveem ao 'sprint' e o irlandês Ryan Muller tem qualidade para bater-se pelas posições cimeiras no contrarrelógio.

Alberto Bettiol, Sebastian Langeveld, Dylan Vanbaarle e Davide Villella completam a equipa norte-americana para a 43.ª Volta ao Algarve.

Já a equipa Manzana Postobón vai estrear-se na Volta ao Algarve enquanto equipa Continental Profissional e terá no português Ricardo Vilela o chefe-de-fila, sendo o colombiano Aldemar Reyes a esperança da equipa para a camisola da juventude e o holandês Jetse Bol a aposta para as etapas planas.

O espanhol Antonio Piedra e os colombianos Hernán Aguirre, Juan Molano, Hernando Bohórquez e Juan Osorio são os restantes escolhidos para representarem a equipa colombiana nas estradas do Sul.

A Volta ao Algarve, que subiu esta temporada à categoria 2.HC da União Ciclista Internacional, o patamar imediatamente abaixo do WorldTour, será disputada por 25 equipas, 12 das quais do primeiro escalão da modalidade.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas