Viviani vence terceira etapa e Yates mantém liderança da Tirreno-Adriático

Rui Costa é o melhor português na geral, na 22.ª posição

• Foto: EPA

O italiano Elia Viviani (Deceuninck-QuickStep) venceu esta sexta-feira a terceira etapa da Tirreno-Adriático, a mais longa desta edição da prova, enquanto o britânico Adam Yates (Mitchelton-Scott) manteve a liderança.

No final dos 226 quilómetros entre Pomarance e Foligno, o campeão italiano foi o mais rápido no primeiro 'sprint' da 54.ª edição da corrida e venceu em 5:26,45 horas, o mesmo tempo do eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe) e do colombiano Fernando Gaviria (UAE-Emirates), segundo e terceiro, respetivamente.

Os portugueses José Gonçalves (Katusha-Alpecin), na 21.ª, Rui Costa (UAE-Emirates), na 40.ª posição, Ruben Guerreiro (Katusha-Alpecin), na 44.ª, e Nelson Oliveira (Movistar), na 69.ª, terminaram com o mesmo tempo do vencedor.

Na geral, Yates manteve liderança, com o mesmo tempo do norte-americano Brent Bookwalter, seu colega de equipa, e menos sete segundos do que o eslovaco Primoz Roglic e do que o belga Lauren de Plus, ambos da Jumbo-Visma.

Rui Costa é o melhor português na geral, na 22.ª posição, a 1.19 minutos do topo, com José Gonçalves (29.º) e Ruben Guerreiro (30.º) a estarem a 1.38, e Nelson Oliveira a ser 42.º, a 2.19.

No sábado corre-se a quarta etapa, a segunda mais longa da edição de 2019, com 221 quilómetros a ligarem Foligno e Fossombrone, com duas contagens de montanha de categoria especial dentro dos 30 quilómetros finais.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ciclismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.