Ciclista italiano suspenso por controlos antidoping "anormais" no Giro

Matteo Spreafico, da Vini Zabù-KTM, era 127.º classificado a mais de cinco horas do líder

• Foto: Instagram

O ciclista italiano Matteo Spreafico, da Vini Zabù-KTM, foi suspenso provisoriamente depois de controlos antidoping "anormais" na Volta a Itália, anunciou a União Ciclista Internacional (UCI).

"O corredor italiano Matteo Spreafico foi notificado de dois resultados de análise anormais (AAF) para Enobosarm (ostarina) em duas amostras recolhidas em 15 e 16 de outubro na Volta a Itália de 2020", refere a UCI, em comunicado.

A substância em questão é proibida pela Agência Mundial Antidopagem, que a classifica como agente anabolizante.

"Em conformidade com o regulamento antidopagem da UCI, o corredor fica provisoriamente suspenso até à análise deste caso", acrescenta a UCI.

Spreafico, de 27 anos, juntou-se à Vini Zabù-KTM, do segundo escalão mundial, a meio da época e estava a disputar o seu primeiro Giro, sem qualquer resultado de relevo.

Seguia em 127º, a mais de cinco horas do 'camisola rosa', o holandês Wilco Kelderman, e não tem qualquer triunfo como profissional.

A Vini Zabù-KTM é uma das três formações Pro Team convidadas para o Giro e no ano passado corria com o nome de Neri Sottoli.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Giro

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.