Dois líderes e um mosqueteiro

Rui Costa e José Mendes chefiam a UAE e a Bora no Giro. José Gonçalves é ajuda na Katusha

Tudo pronto para ir para a estrada a primeira prova de três semanas do ano. E prontos estão os três portugueses que abrilhantam a edição centenária do Giro, que começa amanhã na Sardenha. Este ano a prova inicia-se a uma sexta-feira, ao invés do habitual sábado, por força da existência de mais um dia de descanso – são três ao todo–, sendo que as três primeiras etapas disputam-se na ilha.O primeiro repouso surge logo ao quarto dia.

Dois dos três portugueses vão estar em Itália na condição de líderes das respetivas equipas: Rui Costa pela UAE Emirates, José Mendes com a camisola da Bora. O terceiro ciclista nacional será José Gonçalves, este noutras funções, de trabalhar para o russo Ilnur Zakarin, na Katusha.

Para Costa e Mendes não será novidade o estatuto de chefes de fila, principalmente para o poveiro, que esteve nessa condição os três anos em que esteve na Lampre e nomeadamente na Volta a França, sendo o Giro de 2017 a primeira grande prova onde vai liderar a nova equipa, a UAE Emirates. Em relação ao campeão nacional de estrada, já liderou a Bora na Volta a Espanha de 2016. Mendes chega agora ao estatuto de chefe de fila no Giro por força da ausência, por lesão, do checo Leopold Konig.

Estreia

Os três portugueses, de resto, têm em comum o facto de fazerem a sua estreia na Volta a Itália. Rui Costa disputou sempre o Tour (por oito vezes), sendo que José Mendes já esteve em duas Voltas a França e duas a Espanha. Gonçalves, esse, já participou em duas Voltas a Espanha.

Acácio de rosa e Azevedo em 5.º

Acácio da Silva é incontornável na história portuguesa do Giro. José Azevedo detém a melhor classificação final entre todos (5.º lugar em 2001), mas Acácio conta com 5 vitórias em etapas e a honra de ter vestido a camisola rosa, símbolo de líder. Aconteceu durante dois dias em 1989. O ano passado, André Cardoso foi 14º, naquele que é o terceiro melhor resultado de sempre da armada nacional.

NA PRIMEIRA PESSOA

Rui Costa
"Vai ser a primeira participação no Giro. Estou entusiasmado, motivado e esperando ser competitivo na edição 100. Acredito que haverá algumas etapas que sejam boas para as minhas características. E uma vitória na minha estreia seria incrível"

José Mendes
"Em 2016, tive a oportunidade de ser líder na Volta a Espanha. Não correu tão bem como queríamos, mas foi uma boa experiência. Este ano, apesar de ter de novo essa responsabilidade, nem eu nem a equipa colocamos muita pressão. Vou indo dia a dia para chegar à melhor classificação. O top dez? Não quero para já pensar nisso"

José Gonçalves
"As minhas expectativas passam por terminar o meu primeiro Giro, além claro de ajudar a equipa. Vencer uma etapa? Será difícil, pois a minha função é trabalhar para o líder da equipa e estar apto para o dia seguinte, pois a última semana vai ser muito difícil"

Por Ana Paula Marques
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Giro

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.