Cavendish: «Esperei que Kittel 'morresse' para depois arrancar»

Polémica em torno dos ziguezagues do britânico na etapa

• Foto: Reuters
Mark Cavendish (Dimension Data) ficou este sábado mais perto do recorde absoluto de Eddy Merckx, ao sprintar para conquistar a quarta vitória na 103.ª Volta a França e a 30.ª na carreira, no final da 14.ª etapa.

Indomável nos sprints deste Tour, o britânico, de 31 anos, ficou indiferente aos protestos de Marcel Kittel (Etixx-QuickStep), que quase caía com os ziguezagues do homem da ilha da Man, e festejou o quarto triunfo em cinco possíveis, estando agora a apenas quatro vitórias de igualar Eddy Merckx como ciclista mais vitorioso de sempre no historial da prova francesa.

"Sabia que o Kittel ia ser deixado na frente, contra o vento, demasiado cedo. Por isso, a minha estratégia era esperar, esperar, até que ele 'morresse' e depois arrancar. Saltei para a frente dele e, obviamente, inclinei-me para o lado direito, o que o deve ter desequilibrado. Mas já estava bem à frente dele quando isso aconteceu. Não penso que tenha cometido qualquer infração. Acho que ele está simplesmente frustrado", defendeu Cav.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Tour

Notícias

Notícias Mais Vistas