Record

Diretor do Tour apela ao civismo após incidentes no Alpe d'Huez

Christian Prudhomme não quer que se repitam acontecimentos da última etapa

• Foto: Reuters
O diretor da Volta à França, Christian Prudhomme, apelou esta sexta-feira ao público que respeite os ciclistas, para não se repetirem os incidentes que marcaram o final da 12.ª etapa em Alpe d'Huez.

"Tivemos uma subida ao Alpe d'Huez muito dolorosa. Os ciclistas do Tour, os seus campeões, devem naturalmente ser respeitados, como o fazem a maioria dos espetadores", disse Christian Prudhomme em entrevista à agência France-Presse.

O italiano Vincenzo Nibali caiu a quatro quilómetros da meta, alegadamente provocada por um espetador, o que levou ao seu abandono, e os ciclistas da equipe Sky, o britânico Chris Froome e Geraint Thomas (camisola amarela e vencedor da etapa) foram vaiados.

Christian Prudhomme classificou de "inconsciente" o comportamento de uma parte do público e apelou à serenidade das pessoas para que nas próximas etapas não se repitam os incidentes na subida ao Alpe d'Huez.

O diretor do Tour lamentou que tenha ficado pelo caminho um "campeão admirável" (Vincenzo Nibali) e criticou ainda o uso de fumos como forma de apoio na estrada, algo que não "faz sentido" neste tipo de desporto, dado que deixa os ciclistas 'cegos'.
Por Lusa
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Tour

Notícias

Notícias Mais Vistas

M