Rui Costa: «Não saio daqui triste»

Garante que deu o máximo...

• Foto: António Borga

Foi até ao cair do pano. Rui Costa chegou ao Tour com o objetivo de vencer uma etapa e até na tirada de consagração tentou a sua sorte, fugindo já em Paris, num grupo que foi apanhado a apenas 15 km da meta. Não conseguiu, mas o balanço é positivo.

"É um Tour que me satisfaz. Fiz de tudo para tentar alcançar o objetivo da vitória de etapa e acho que não foi por falta de tentativas que não consegui. O lado positivo da corrida foi mesmo esse, ter dado o meu máximo e ter aparecido bastante", revelou a Record o homem da Lampre. "Não foi possível, mas não saio daqui triste com o meu desempenho. Tentei, fiquei muito perto na primeira semana com o 2º lugar em Arcalis, mas acho que valeu o esforço e iniciativa", disse ainda Rui Costa, que termina a Volta a França no 49º lugar, a 2:11.42h de Chris Froome.

O ciclista de 29 anos chegou a França sem pensar na geral, mas a verdade é que esse objetivo caiu apenas após a primeira etapa de montanha: "Foi um dia com bastante calor e muita gente passou mal. Foi a partir daí que senti que ia ser difícil para a geral."

Rui Costa está no último ano de contrato com a Lampre, mas para já não se alonga quanto ao futuro ("Não há muito a dizer"). Prefere pensar no próximo objetivo: o Rio’2016. "Vou ter de descansar para estar na melhor condição física nos Jogos Olímpicos. É um objetivo bonito, não será fácil, mas é um percurso duro que me satisfaz", sublinha o português.

Por Marco Martins
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Tour

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.