Calor pode custar triunfo na corrida

Ricardo Mestre explicou como perdeu a Volta de 2006, quando desfaleceu por desidratação

• Foto: Rui Minderico

O calor que se vai fazer sentir nos próximos dias promete ser arrasador, com as temperaturas a subirem aos 45 graus. Mas nada que preocupe os ciclistas mais experientes, pois já sabem como lidar com essa adversidade, que sempre afeta a Volta a Portugal. Ricardo Mestre (W52-FC Porto), vencedor da Volta a Portugal de 2011, está preparado: "Prefiro o calor ao frio, mas quando este é extremo é preciso muito cuidado, por causa da desidratação. É preciso haver um equilíbrio na perda de sais. Já perdi uma Volta para o David Blanco por causa da desidratação, quando em 2006 perdi a amarela na Senhora da Graça. Desfaleci por completo. Mas é assim que se aprende, com os erros."

O massagista da equipa portista, Paulo Silva, explicou, por sua vez, os cuidados que os ciclistas devem ter, pois junto à estrada as temperaturas podem atingir os 56 graus: "A preparação já vem de trás. Têm de tomar muitas bebidas isotónicas, água mineral e ter cuidado com a alimentação, pois quanto mais sólida, menor é a absorção. Tem de se procurar um equilíbrio neste aspeto e proteger a pele dos corredores por causa do sol."

O abastecimento apeado pode ser personalizado: "Cada um tem a fruta da sua preferência, os bolos. Os alimentos são mais frescos, come-se gelatina. Quem falhar um abastecimento pode dar-se mal, mas por vezes as circunstâncias da corrida não o permitem, pois um corredor pode ir em fuga, por exemplo. Também é importante a recuperação. Muito sal no equipamento ou urina escura são sinais de alerta quanto à desidratação", explicou Paulo Silva.

Por Alexandre Reis
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Volta a Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0