Record

David Rodrigues: «Muito satisfeito pelo que fiz»

Ciclista da RP-Boavista apanhado em cima da meta

• Foto: Nuno Veiga/Lusa

A RP-Boavista ficou muito perto de chegar à sua segunda vitória nesta Volta a Portugal, mas David Rodrigues, que andou mais de 150 quilómetros na frente, acabou por ser apanhado perto da meta, devido à perseguição implacável da W52-FC Porto.

O ‘l’equipier’ persegue há muito uma vitória, mas vai ter de a deixar para a próxima oportunidade: "A força e a sorte faltaram no final, mas os adversários foram mais fortes. Vou tentar ganhar outra vez para o ano. Parti para a etapa bem fisicamente e desfrutei muito. Depois de ganhar mais de quatro minutos ao pelotão, tinha algum tempo para gerir, mas a subida deitou tudo a perder. Mesmo assim, fico muito satisfeito pelo que fiz. Não saio desapontado", explicou Rodrigues, que acabou em 6º, a 19 segundos de Alarcón.

José Santos, diretor desportivo da RP-Boavista, fez um balanço positivo, pela vitória de Domingos Gonçalves na chegada a Boticas e pelo esforço do seu pupilo David Rodrigues, que utilizou uma estratégia parecida com a do seu colega Filipe Cardoso, vencedor na Senhora da Graça em 2015. "Foi por pouco que o David Rodrigues não ganhou. Fico satisfeito com a equipa. Fomos a que mais atacou e só tenho pena de não termos conseguido ganhar a classificação coletiva", lamentou.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Volta a Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

M