Record

Vicente de Mateos: «Não havia como atacar 1.º lugar»

Espanhol reconhece superioridade de Raúl Alarcón

• Foto: Nuno Veiga/Lusa

Começou a Volta a Portugal em grande polémica, por causa das suspeitas quanto aos valores registados no seu passaporte biológico, mas acabou em grande estilo. O espanhol Vicente de Mateos foi ontem o mais forte no contrarrelógio de Fafe, com o tempo canhão de 25.17 minutos, melhor que João Rodrigues (W52-FC Porto), a 21 segundos, e Raul Alarcón.

"Não havia maneira de atacar neste contrarrelógio o 1º lugar, mas ainda poderia chegar ao 2º lugar da geral. Tentei e dei o melhor que pude, pelo que estou contente. Fazendo um balanço, não há que pensar se poderíamos ter feito melhor. A equipa decidiu e fez o melhor que pôde, pelo que estou muito satisfeito com os meus companheiros", considerou Vicente de Mateos.

Quanto ao facto de ser o 3º da geral em dois anos seguidos, De Mateos diz que vai tentar fazer melhor no próximo ano, apesar de ainda não saber qual o seu futuro em termos contratuais: "Eu e a equipa estamos orgulhosos. Venci três etapas, fiquei em 3º lugar da geral e ganhei a camisola verde dos pontos. Aspirar a mais seria difícil conseguir. Quanto ao futuro, ainda está por decidir e vai-se ver até ao final da época. Se vier para o ano à Volta a Portugal, de certo que vou continuar a lutar por vestir a camisola amarela."

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Volta a Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas