Amanda Nunes entra para a história e afirma-se como uma das melhores da história do UFC

Lutadora brasileira é a primeira de sempre a fazer duas defesas consecutivas em categorias diferentes

A carregar o vídeo ...
Amanda Nunes entra para a história do UFC

Amanda Nunes já era uma das melhores da história do MMA e agora pode muito bem ter dissipado todas as dúvidas nessa discussão, ao tornar-se na primeira lutadora de sempre a defender consecutivamente dois cinturões do UFC em categorias distintas. Conseguiu-o esta madrugada, no UFC 250, graças a uma vitória convincente (e aparentemente sem grande esforço) diante da canadiana Felicia Spencer. Foi na decisão dos juízes, é certo, mas quem viu o combate rapidamente percebeu que era impossível o desfecho ser outro.

Campeã dos pesos-galo desde 2016 - tendo na defesa do mesmo pelo caminho superado nomes históricos como Ronda Rousey, Valentina Shevchenko, Raquel Pennington, Holly Holm ou Germaine de Randamie -, a lutadora canarinha colocou esta madrugada em jogo o título dos penas, conseguido em 2018 diante de Cris Cyborg e mostrou que, mesmo mudando de categoria, a classe e o domínio continuam lá.

Amanda Nunes, refira-se, não é a primeira da história a ser campeã em simultâneo em categorias distintas, já que antes Conor McGregor, Daniel Cormier e Henry Cejudo o haviam sido, mas a diferença é que nenhum destes três nomes defendeu os cinturões ao mesmo tempo. Na maior parte dos casos, após ganharem acabaram por abdicar de algum deles.

De notar que por fim que esta foi a 11.ª vitória consecutiva de Amanda Nunes no Ultimate, numa senda ganhadora que dura já há mais de cinco anos. A última derrota foi em setembro de 2014, diante de Cat Zingano, naquela que foi precisamente o seu único desaire no UFC - os outros três foram noutras organizações.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Desportos de combate

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.