Homem agredido por McGregor pede que seja feita justiça

Lutador deu-lhe um soco após recusar provar o seu whisky

• Foto: DR

O homem de 50 anos agredido por Conor McGregor num bar, episódio que aconteceu em abril mas que só agora veio a público, esteve vários dias sem sair de casa com dores na cara e em choque com a situação. A vítima quer agora justiça, como relata o 'Irish Mirror'.

Um amigo da vítima explicou como tudo aconteceu: "Ele estava sentado a beber umas cervejas quando McGregor chegou e começou a oferecer shots do seu whisky a toda a gente. Alguns aceitaram mas ele não quis porque não bebe shots. No entanto, o Conor insistiu e ficou chateado quando ele recusou novamente. A seguir deu-lhe um soco na cara. Naquele momento ele não sentiu a dor, mas no dia seguinte estava arrasado. Tinha muitas dores na cara, ficou em choque com o que tinha acontecido e não saiu de casa durante vários dias".

A mesma fonte referiu que o homem agredido não quer nenhuma indemnização, mas pretende ver o lutador de UFC responder perante a Justiça, o que deve acontecer em outubro: "No final disto tudo ele não quer um pedido de desculpas ou dinheiro, mas apenas que seja feita justiça. Não era fã de McGregor antes e agora também não será. Nem se tinha apercebido que ele estava no bar".

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Desportos de combate

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.