Manny Pacquiao anuncia retirada após bater Timothy Bradley

Filipino diz adeus à modalidade aos 37 anos

Aos 37 anos, o filipino Manny Pacquiao decidiu pendurar as luvas e dar por terminada a sua (longa e bem sucedida) carreira de boxeur. Anunciou-o esta madrugada, depois de superar, por decisão unânime, o norte-americano Timothy Bradley, num derradeiro combate realizado na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, que valeu ao filipino a conquista do título mundial de peso meio-médio.

Num confronto no qual mandou ao tapete o seu adversário nos sétimo e nono assaltos, Pacquiao triunfou com 116-110, regressando assim às vitórias onze meses depois de ter sido derrotado por Floyd Mayweather, naquele que fora considerado o 'combate do século'.

E como não há melhor forma de sair de cena do que com uma vitória, Pacquiao rapidamente anunciou, ainda no ringue, a sua decisão de deixar a modalidade. "Sim, vou retirar-me. Quero ir para casa, estar com a minha família e ajudar as pessoas", disse o filipino, que termina a sua carreira com 57 vitórias (38 delas por KO), 2 empates e 6 derrotas.

Contudo, como muitas vezes aconteceu no boxe, Pacquiao não deixou a porta do regresso totalmente fechada. "O meu coração está dividido. Talvez desfrute da minha vida fora dos ringues ou talvez queira regressar. É complicado dizer, porque ainda não estou nessa situação. Mas, por agora, essa é a minha decisão", disse.

Quanto a Bradley, de 32 anos, de referir que somou a segunda derrota na carreira, às quais junta ainda 33 vitórias, um empate e um 'no contest'.


Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Desportos de combate

Notícias

Notícias Mais Vistas