Pugilista russo morre devido aos ferimentos num combate

Maxim Dadashev sofreu uma hemorragia cerebral grave

A carregar o vídeo ...
Ferimentos num combate fatais para pugilista russo: desmaiou, vomitou e saiu de maca

Maxim Dadashev ficou gravemente ferido durante um combate de boxe e acabou por morrer. O pugilista russo, de 28 anos, ficou em coma induzido após ser derrotado pelo porto-riquenho Subriel Matias, na passada sexta-feira, num combate a contar para uma eliminatória do título welterweight IBF. Dadashev sofreu um hemorragia cerebral grave e foi prontamente operado num Centro Hospitalar no estado norte-americano de Maryland. O pugilista natural de São Petersburgo não resisitiu e acabou por morrer esta terça-feira.

"Isto é para percebermos em que tipo de desporto estamos", lamentou o treinador Buddy McGirt, mostrando-se bastante conturbado com o que está a acontecer. "Ele treinou bem, sem problemas, sem nada. Estou a enlouquecer. O que é que poderia ter feito de diferente? No final do dia estava tudo bem [no treino]. Ele parecia bem. Ele estava pronto, mas é o desporto em que estamos inseridos. É só um soco", disse à ESPN.

O combate entre Matias e Dadashev foi extremamente violento e acabou por ser interrompido pelo próprio McGirt ao 11.º assalto, quando viu que o seu lutador estava em sérias dificuldades. Dadashev ainda sacudiu a cabeça quando McGirt quis terminar com o combate. "Se não for eu a fazer isto, é o árbitro. Vamos Max, por favor", afirmou McGirt nesse momento.

Dadashev, que totalizava 13 vitórias seguidas até ao combate com Subriel Matías, desmaiou e começou a vomitar a caminho do balneário, abandonado a arena de maca. "Espero que fique bem. Ele é um grande lutador e um guerreiro", afirmou o porto-riquenho no fim do combate.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Desportos de combate

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.