Record

Segunda mão da Taça de Portugal define os melhores do Boulder

Decisiva etapa da competição tem lugar no sábado em Odivelas

Os melhores especialistas da escalada na vertente de Boulder estarão frente a frente na segunda e decisiva etapa da taça de Portugal da especialidade, sábado e domingo (dia exclusivamente dedicado às camadas jovens), em Odivelas, no rocódromo Vertical Wall.

Na primeira mão de seniores, dois atletas estrangeiros foram os vencedores da prova, nomeadamente, o brasileiro Thiago Veloso e a norte-americana Briand Monteiro, ambos não elegíveis ao título pela nacionalidade e por não estarem federados, pelo que Rafaela Bastos e o jovem Vasco Campos a arrecadarem a vantagem na corrida a campeões da Taça.

Rafaela, de 28 anos, não irá competir desta vez, por estar ligada à organização do evento enquanto "route setter", pelo que Briand Monteiro aparece como favorita. Para a brasileira, a presença da portuguesa de origem ucraniana Olga Fedyuk vai baralhar as contas e  deixa a promessa de uma prova feminina até mais interessante do que a masculina.

"Vai ser uma prova da Taça muito interessante; a Briand é muito forte, mas a presença da Olga vai complicar tudo. Penso que vai ser um excelente espectáculo e muito interessante de seguir. Como organizadora e ‘route setter’ espero apenas que haja momentos agradáveis para competidores e público e que consiga contribuir para apurar o melhor escalador, e com espectáculo".

Entre os homens, André Neres, considerado o melhor escalador nacional e o "ponta de lança" no sonho de uma presença olímpica em Tóquio 2020 por parte da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP), apesar do terceiro lugar na primeira mão, reclama o favoritismo, alicerçado na maior experiência e na condição física melhorada após uma primeira passagem pela Taça onde não estava, assumidamente, nas melhores condições.

"Espero não 'meter a pata na poça' como na última prova, onde me apresentei em má forma, sem ter descansado o suficiente para a ocasião. Espero ganhar, embora o Boulder não seja a minha especialidade favorita. Contudo, há quem ache que até é aquela em que tenho mais potencial, como o Selecionador Nacional Frederico Silva", afirma Neres.

André Neres é dos escaladores portugueses com mais experiência internacional e analisou a participação de atletas internacionais na prova, assim como alguns atletas juniores que se tem mostrado uma surpresa.

"Parece-me muito positiva a presença destes atletas internacionais, pois atesta a qualidade e atractividade das nossas provas. Quanto ao facto de vermos alguns jovens a 'comer' lugares aos mais velhos, isto prende-se com a qualidade do trabalho de formação que vem a ser desenvolvido e que só tem de nos deixar satifeitos e esperançados para o futuro."
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Escalada

Notícias

Notícias Mais Vistas

M