AMA pede investigação de ministro do desporto russo à FIFA

Vitaly Mutko, suspeito em caso de doping

• Foto: EPA

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) pediu à FIFA que investigue o papel de Vitaly Mutko, ministro do Desporto e presidente da federação de futebol da Rússia, no seu comité executivo, após novas revelações sobre doping no país.

Segundo um relatório divulgado na segunda-feira, Mutko, que também é presidente do comité organizador do Mundial'2018, a disputar na Rússia, teve "participação ativa" no programa de dopagem com apoio estatal e dos serviços secretos.

O relatório indica que entre os 643 casos de doping encobertos pelas autoridades russas entre 2012 e 2015, figuram 11 de futebolistas.

Em comunicado, a AMA solicitou à FIFA que "estude as acusações relacionadas com o futebol e que investigue o papel de Vitaly Mutko", membro do seu comité executivo.

Os casos de doping no futebol divulgados no relatório são bastante inferiores aos verificados em modalidades como o atletismo (139) e o halterofilismo (117), mas tem a particularidade de terem sido verificados numa modalidade tutelada por Mutko, uma figura central em todos os escândalos de doping que têm afetado o país.

Segundo o relatório, elaborado pelo professor canadiano Richard McLaren, o programa "à prova de falhas" foi colocado em prática pelos responsáveis russos, inclusivamente durante os Jogos Olímpicos de Inverno Sochi'2014.

Após a divulgação do relatório de McLaren, a AMA pediu a exclusão dos atletas russos de todas as competições internacionais, incluindo os Jogos Olímpicos Rio'2016.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.