Campeã júnior portuguesa de muay thai acusa treinador de assédio sexual

Federação confirmou ao 'Correio da Manhã' processo disciplinar e suspensão de Gil Aires da Silva

O 'Correio da Manhã' avança esta segunda-feira que uma atleta e campeã júnior de muay thai, de 17 anos, apresentou queixa, na Polícia Judiciária (PJ), pelo crime de importunação sexual, contra o treinador Gil Aires da Silva. Segundo o diário da Cofina, a queixa deu entrada no dia 6 de setembro de 2017 e diz respeito a factos praticados a 30 de julho do mesmo ano, no campo de treino, em Banguecoque, na Tailândia, quando a atleta tinha 16 anos.

Ao que o CM apurou e segundo a queixa apresentada, o episódio terá tido lugar quando o treinador chamou a jovem para uma massagem pós-treino. "Já no quarto, terá tocado nas partes íntimas da adolescente, usando de alguma força. Esta terá começado a chorar e pediu que parasse, tendo-se levantado e corrido para o seu quarto, onde chamou outro treinador", precisa o diário.

Depois da queixa, a Federação Portuguesa de Kickboxing e Muay Thai (FPKM) abriu um processo disciplinar e suspendeu o treinador de qualquer atividade, seja de treino ou combate até que o processo-crime na PJ esteja concluído. Em declarações ao CM, Kiki Vital Melo, presidente da FPKM, confirmou a suspensão e o processo sublinhando esperar que "a Justiça seja célere na conclusão do inquérito".

Já o treinador Gil Aires da Silva contestou a suspensão a 18 de outubro alegando que até àquela data nunca tinha sido notificado pela PJ. "O processo está em fase de instrução. Quando soube da sua existência requisitei a constituição como arguido para poder montar a minha defesa", afirmou agora ao CM.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.