Craig Reedie reeleito presidente da Agência Mundial Antidopagem

Escocês foi o único candidato

• Foto: Reuters

O escocês Craig Reedie, o único candidato, foi este domingo reeleito presidente da Agência Mundial Antidopagem (AMA) para um segundo mandato de três anos, na reunião do Comité Executivo do organismo que decorreu em Glasgow.

Reddie, membro do Comité Olímpico Internacional (COI), tinha sido eleito pela primeira vez em 2013, sucedendo na altura ao australiano John Fahey.

A ministra dos Desportos da Noruega, Linda Hofstad Helleland, foi, por seu turno, eleita vice-presidente da AMA.

Fundada em 1999, por iniciativa do COI, na sequência do escândalo de doping na equipa de ciclismo Festina, a AMA, sedeada na cidade canadiana de Montreal, é financiada pelo COI e os governos dos comités filiados, tendo atualmente um orçamento anual de 27 milhões de dólares (cerca de 25,2 milhões de euros).

O organismo tem como principal função harmonizar as políticas e a legislação que regula o combate ao doping no desporto.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.