Hamilton, Nadal e Duplantis entre os nomeados aos prémios Laureus

Vencedores serão anunciados em maio, numa gala virtual

O britânico Lewis Hamilton, heptacampeão mundial de Fórmula 1, o sueco Armand Duplantis, recordista mundial do salto com vara, e o tenista espanhol Rafael Nadal estão entre os nomeados aos Prémios Laureus, hoje anunciados.

A lista para atleta masculino do ano inclui ainda o ugandês Joshua Cheptegei, que em 2020 fez cair os recordes mundiais dos 5.000 e 10.000 metros, o futebolista polaco Robert Lewandowski, campeão alemão e europeu pelo Bayern Munique, e o basquetebolista norte-americano LeBron James.

No ano passado, Lewis Hamilton repartiu o prémio de melhor atleta masculino do ano com o argentino Lionel Messi, que se tornou o primeiro futebolista a vencer a categoria, para a qual o português Cristiano Ronaldo esteve nomeado cinco vezes.

Para a categoria de atleta feminina do ano, que em 2020 foi ganha pela segunda vez consecutiva pela ginasta norte-americana Simone Biles, foram nomeadas a ciclista holandesa Anna van der Breggen, a esquiadora italiana Federica Brignone, a atleta queniana Brigid Kosgei, a tenista japonesa Naomi Osaka, a futebolista francesa Wendie Renard e a basquetebolista norte-americana Breanna Stewart.

O Bayern de Munique, que conquistou seis títulos referentes à época passada, é um dos candidatos à distinção de equipa do ano, que em 2020 foi entregue à seleção sul-africana de râguebi.

Além da formação bávara, distinguida em 2014, a lista final de candidatos inclui a seleção argentina de râguebi, o Liverpool, que se sagrou campeão inglês de futebol, 30 anos depois do último título, os Kansas City Chiefs, campeões de futebol americano, a equipa de basquetebol dos Los Angeles Lakers e a equipa de Fórmula 1 Mercedes.

Ao prémio revelação, atribuído em 2020 ao ciclista colombiano Egan Bernal, concorrem Patrick Mahomes, do futebol americano, o ciclista esloveno Tadej Pogacar, os tenistas Dominic Thiem (Áustria) e Iga Swiatek (Polónia) e os espanhóis Ansu Fati (futebol) e Joan Mir (motociclismo).

Na categoria dedicada a ações sociais foram nomeados três projetos que apostam no desporto como forma de educação e apoio a crianças em risco: o Boxgirls, do Quénia, a Fundação Colombianitos, da Colômbia, e o Kickformore, da Alemanha.

Os vencedores serão anunciados em maio, numa gala virtual.

- Atleta masculino do ano:

Joshua Cheptegei (Uga, atletismo).

Armand Duplantis (Sue, atletismo).

Lewis Hamilton (GB, automobilismo).

LeBron James (EUA, basquetebol).

Robert Lewandowski (Pol, futebol).

Rafael Nadal (Esp, ténis).

- Atleta feminina do ano:

Anna van der Breggen (Hol, ciclismo).

Federica Brignone (Ita, esqui).

Brigid Kosgei (Que, atletismo).

Naomi Osaka (Jap, ténis).

Wendie Renard (Fra, futebol).

Breanna Stewart (EUA, basquetebol).

- Equipa do ano:

Seleção da Argentina (râguebi).

Bayern de Munique (futebol).

Kansas City Chiefs (futebol americano).

Liverpool (futebol).

LA Lakers (basquetebol).

Mercedes F1 (automobilismo).

- Revelação do ano:

Ansu Fati (Esp, futebol).

Patrick Mahomes (EUA, futebol americano).

Joan Mir (Esp, motociclismo).

Tadej Pogacar (Slo, ciclismo).

Iga Swiatek (Pol, ténis).

Dominic Thiem (Aut, ténis).

- Regresso do ano:

Daniel Bard (EUA, basquetebol).

Kento Momota (Jap, badminton).

Alex Morgan (EUA, futebol).

Max Parrot (Can, snowboard).

Mikaela Shiffrin (EUA, esqui)

Alex Smith (EUA, futebol americano).

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas