Joana Schenker viveu "dia especial" no regresso aos treinos de bodyboard

Atleta algarvia voltou a entrar na água 58 dias

• Foto: Pedro Simões

A bodyboarder Joana Schenker viveu esta segunda-feira um "dia especial" no regresso aos treinos após 58 dias sem ir ao mar, decisão tomada para "dar o exemplo" a todos os que não podiam praticar desporto devido à pandemia de covid-19.

"Nunca em toda a minha carreira estive tanto tempo sem ir ao mar. Foi um dia especial para mim e foi muito bom", confessou à agência Lusa a atleta profissional de bodyboard que regressou ao mar, em Faro.

A pausa nos treinos na água durou 58 dias, acima de tudo como forma de "dar o exemplo" enquanto atleta profissional.

"Não era permitido ir à praia e à água e eu não sou diferente dos outros. A maior parte dos surfistas cumpriram", atirou a atleta que já foi campeã europeia e mundial da modalidade.

O Governo definiu na quinta-feira no plano de desconfinamento motivado pela pandemia de covid-19, no qual é estabelecido que a Liga NOS e a final da Taça de Portugal vão poder ser disputadas, permitindo também desportos individuais ao ar livre.

Um dos receios de Joana Schenker era a grande afluência às praias no primeiro dia em que era permitido retomar os treinos, o que não se confirmou.

"Em Faro temos muita praia e há espaço suficiente para todos sem haver demasiadas pessoas", realçou.

O nervosismo devido à ausência de treinos na água foi suplantado com os treinos diários realizados em casa.

"O regresso correu melhor do que estava à espera, estava nervosa por não me sentir em forma, ter perdido capacidades ou regredido no meu desporto, mas não senti isso", confessou.

Apesar de longe da água, a atleta profissional continuou a treinar todos os dias, introduzindo até exercícios diferentes.

"Estive sempre muito ativa e treinei todos os dias, não engordei e mantive-me em forma, para que no momento em que voltasse à água sentisse a menor diferença possível", explicou.

Para Joana Schenker não há, no entanto, nenhum desporto ou treino que possa substituir o trabalho na água.

Com material em casa que já habitualmente utilizava antes da pandemia, a bodyboarder experimentou ainda treinos diferentes, disponíveis na Internet, para não "cair na rotina".

"Uma coisa que o mar dos dá é não ter rotina, e tentei variar o máximo possível", acrescentou a atleta que em 2019 se sagrou hexacampeã nacional.

A atleta que além do circuito nacional participa em provas europeias e mundiais ainda não tem informações sobre o regresso das competições, embora "nenhum circuito internacional tenha sido ainda cancelado".

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 247 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios. 

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.063 pessoas das 25.524 confirmadas como infetadas, e há 1.712 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.