Mutko ganha recurso no TAS contra Comité Olímpico Internacional

Russo era ministro do Desporto durante os Jogos Olímpicos de Inverno Sochi 2014

Vitaly Mutko
Vitaly Mutko • Foto: Reuters

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) deu esta quinta-feira provimento a um recurso de Vitaly Mutko, considerando que o Comité Olímpico Internacional (COI) não tinha competência para suspender de forma vitalícia o antigo ministro do desporto da Rússia.

Segundo o TAS, o COI não tinha poder para sancionar Mutko, uma vez que o ex-governante não era atleta, treinador ou membro oficial de uma delegação olímpica.

Mutko era ministro do Desporto russo durante os Jogos Olímpicos de Inverno Sochi 2014, período durante o qual terão sido praticadas, com conhecimento e apoio estatal, várias irregularidades no sistema de controlo antidoping.

O COI reagiu à decisão do TAS, referindo que esta se refere exclusivamente ao seu poder sancionatório em relação a pessoas externas ao movimento olímpico, mas reservando-se o direito de decidir sobre a presença de Mutko em futuras competições olímpicas.

Mutko, figura influente do desporto russo durante quase uma década, mostrou-se "satisfeito" com a decisão do TAS, mas não disse se iria marcar presença nos Jogos Olímpicos Tóquio2020.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0