Nacional de Bodyboard arranca em Peniche com todos os olhos em Supertubos

Expectativas elevadas para a primeira etapa, dias 23 e 24 de março

Dificilmente haveria melhor maneira de arrancar o Circuito Nacional de Bodyboard 2019 powered by BBoard TV do que com uma etapa em Peniche, península que ostenta orgulhosamente a marca "Capital da Onda" e que será palco de uma invasão por parte dos melhores atletas nacionais da modalidade nos dias 23 e 24 de Março para o Peniche Bodyboard Meeting. 

É precisamente por ser uma península que Peniche possui  praias que "funcionam" com quase todas as direções de ventos e ondulações, seja a praia dos Belgas, Lagide ou, a preferida de todos, Supertubos, a onda rainha da região. 

O vice-campeão nacional Daniel Fonseca é local de Peniche, e não esconde a alegria por este arranque mas também alguma ansiedade para que a Natureza ajude os melhores bodyboarders nacionais em geral, e a ele próprio em particular, a dar espectáculo em "Super": "Se Super estiver muito bom, sinto-me à vontade. É a onda que surfo mais vezes e aquela que conheço melhor e a maneira como se comporta com as variações de marés e ventos. E isso é, obviamente, uma vantagem." 

E a pressão? Afinal, jogar em casa é uma benção mas pode também ser uma maldição para quem se sente "obrigado" a ganhar. 

"Não me sinto obrigado a ganhar esta etapa apenas por ser em Peniche. O meu objectivo é sempre ganhar, seja em Nacionais, Europeus ou, este ano, Mundiais, mas arrancar em Peniche é um conforto. Além de que a prova pode ser nos Super como noutra praia, tudo depende muito das condições", esclarece Daniel Fonseca. 

E, de facto, a riqueza de oferta pode ser um problema para a organização, a cabo do Peniche Surfing Clube? Daniel Fonseca dissipa quaisquer dúvidas: "É sempre desafiante organizar provas em Peniche por excesso de escolha, mas o clube tem muita experiência nessa área e consegue mobilizar, até de véspera, toda a estrutura para estar na praia que oferece as melhores condições." 

Paulo Ferreira,  presidente do Peniche Surfing Clube, subscreve inteiramente as palavras do seu atleta Daniel Fonseca garantindo o selo de qualidade de uma organização muitíssimo experiente. "Estamos completamente preparados para organizar a prova na praia que, nos dias de prova, oferecer as melhores condições. É evidente que Supertubos é a praia de eleição mas estamos preparados para qualquer possibilidade", afirma o dirigente. 

Paulo Ferreira também sublinha a dedicação do clube que lidera à causa do bodyboard, modalidade com grande tradição em Peniche: "É um grande privilégio receber o Nacional de Bodyboard, este ano com um incremento importante na sua comunicação, o que nos ajudará muito a ter o retorno e a visibilidade que o clube precisa para continuar a promover este desporto. Mas nunca deixámos de apoiar o bodyboard num esforço que considero ímpar entre os nossos clubes."

Campeões nacionais e a "motivação extra"

Peniche e a promessa de condições clássiccas em Supertubos também motivam os campeões nacionais Open masculino, feminino e Dropknee, respectivamente, Hugo Pinheiro, Joana Schenker e Luís "Porkito" Pereira.

"Supertubos é uma das melhores ondas do país, de renome internacional, e em que qualquer bodyboarder adora surfar. Não é por acaso que em Peniche existe uma grande comunidade de bodyboard que, praticamente, toma conta da onda. Começar o circuito ali é excelente para mostrar o que este desporto tem de melhor", considera Hugo Pinheiro. 

Joana Schenker, cinco vezes campeã nacional e ex-campeã mundial APB (Association of Professional Bodyboarders), alinha pelo mesmo diapasão que Pinheiro, subinhando o acertio do calendário para este ano: "Começar nos Super é abrir a época da melhor maneira, sobretudo numa altura do ano em que, de facto, há ondas nos Super, ao contrário do que já aconteceu noutros anos. Boas ondas vão valorizar muito o Nacional." 

Quanto à campanha para um sexto título, Schenker, de 31 anos, sacode alguma pressão, desviando as atenções para uma possível reconquista da coroa mundial: "Vou encarar este Nacional como um treino competitivo para o Mundial pois a competição termina antes do início do circuito mundial APB e é uma excelente forma de ‘olear a máquina’ competitiva. Preciso de sentir essa adrenalina e sei que vai ser complicado pois conheço as minhas rivais, tenho-as visto treinar e sei que me vão tornar tudo mais difícil. Ao mesmo tempo, não posso deixar de falar do investimento que vejo ser feito na comunicação deste Nacional e sei que vamos lucrar todos com o seu mediatismo." 

Luís "Porkito" Pereira, campeão nacional de Dropknee oriundo da Figueira da Foz partilha da opinião dos seus amigos Pinheiro e Schenker: "As expectativas são boas, muito boas mesmo. Espero que este ano haja uma adesão ainda maior e que o nível competitivo seja ainda mais elevado. E a possibilidade de apanhar Supertubos em grande, contribui muito para este sentimento." 

"Porkito" elogia ainda o calendário deste ano, que concentra as provas numa altura em que há abundância de ondulações na costa portuguesa: "Finalmente, este ano temos todas as etapas fora do Verão. Isto aumenta muito as probabilidades de apanhar boas ondas o que é mais apelativo para atletas e público." 

A organização da primeira etapa do Circuito Nacional de Bodyboard está a cargo do Península de Peniche Surf Clube, em parceria com a Câmara Municipal de Peniche e a Federação Portuguesa de Surf. Conta com os apoios da Rip Curl, Bboard TV, Refresh Bodyboards e Onil Design.

Apoios institucionais a este evento são os da Fundação do Desporto, Bombeiros Voluntários de Peniche, Surfrider Foundation Peniche, Marmeu – Associação de Defesa do Ambiente, escola Superior de

CALENDÁRIO CIRCUITO NACIONAL 2019

1ª etapa - 23 e 24 de março, Peniche, BB Open, BB Fem e BB Dropknee

2ª etapa - 13 e 14 de abril, Costa da Caparica, BB Open BB, Fem e BB Dropknee

3ª etapa - 18 e 19 Maio, Santa Cruz, BB Open e BB Fem

4ª etapa - 25 Maio, Carcavelos, BB Fem

5ª etapa - 01 e 02 Junho, S. Jacinto, BB Open e BB Dropknee

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Modalidades

Vuelta equilibrada

Percurso não será tão explosivo como em anos anteriores, e o lote de candidatos é mais aberto

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.