O drama de Rute Simões: uma atleta portuguesa retida no Aeroporto de Bogotá há três dias

Autoridades colombianas não a deixam entrar no país e já há um caso de coronavírus no aeroporto

A carregar o vídeo ...
Rute Simões está presa no aeroporto de Bogotá: «Estão a tratar-me como uma criminosa»

Rute Simões tem vivido dias de autêntico pesadelo. A atleta de longas distâncias nascida em Portugal estuda nos EUA, na University of Cumberlands, em Kentucky, e, dado o surto de coronavírus, a universidade fechou e Rute, de 25 anos, viajou para a Colômbia, onde tem família. O drama aconteceu quando ela chegou a Bogotá.

"O governo colombiano decidiu que não entraria mais ninguém no país a partir do dia 17 e eu eu cheguei antes, mas estão a tratar-me como uma criminosa. Eu tenho documentos a provar que estive os últimos 6 meses nos EUA e não estive na Europa e na Ásia nos últimos 14 dias, que era outro dos entraves do governo para entrar. Ficámos aqui no aeroporto, já temos um caso de Coronavírus aqui. Não temos voos, as companhias não me deixaram entrar. Estou aqui há três dias. Isto é uma vergonha, uma tristeza, desesperante", contou a atleta, de 25 anos, ouvida por Record.

Por Ruben Tavares
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.