Patinador no gelo Diogo Marreiros bate recorde nacional nos 5000 metros

Atleta português alcançou os mínimos para a Taça do Mundo e para o Europeu

• Foto: Federação de Desportos de Inverno de Portugal

O patinador de velocidade no gelo Diogo Marreiros conseguiu no sábado os mínimos para a Taça do Mundo e para o Europeu nos cinco mil metros e bateu o recorde nacional da distância, fixado há 25 anos.

Diogo Marreiros foi segundo na prova de cinco mil metros no Torneio Frillensee Cup, em Inzell, Alemanha, e terminou a prova em 6:44.66, retirando 12,85 segundos ao anterior recorde nacional, alcançado em 1996 pelo antigo atleta olímpico Fausto Marreiros.

O patinador, integrado no Programa de Apoio à Participação nos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim2022, tem como objetivo conseguir a qualificação olímpica, numa modalidade em que a última participação portuguesa remonta a Nagano1998, no Japão.

Pedro Flávio, vice-presidente e diretor executivo da Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDIP), mostrou-se satisfeito com o resultado do patinador, destacando as dificuldades na preparação devido à pandemia provocada pela covid-19, que tem impedido o atleta de disputar algumas provas e de seguir o plano normal de preparação.

"Os resultados agora obtidos são fruto do excelente trabalho que o atleta tem vindo a desenvolver nos últimos meses e deixam-nos com esperança que a qualificação olímpica possa vir a acontecer", sublinhou hoje Pedro Flávio, em declarações à agência Lusa.

O dirigente da FDIP, com sede na Covilhã, frisou ainda a aposta que está a ser feita na modalidade, e que levou à realização, esta época, do primeiro curso de treinadores de patinagem de velocidade no gelo.

Diogo Marreiros, de 29 anos, vice-campeão mundial e vice-campeão europeu de patinagem de velocidade sobre rodas, começou a patinar aos quatro anos, em Lagos. Em 2017, pensou fazer a adaptação ao gelo, "principalmente pelo sonho olímpico, porque a patinagem em rodas não é uma modalidade olímpica", disse o atleta, em declarações à agência Lusa.

Grande parte da preparação é feita na Holanda, onde atualmente as pistas estão fechadas, o que obrigou o atleta a regressar a Portugal e este mês tem conseguido treinar na Alemanha. O algarvio continua a trabalhar sobre rodas, quando não tem uma pista de gelo à disposição.

No Torneio Frillensee Cup participou também o patinador Miguel Bravo, terceiro classificado nos 1.500 metros e 13.º nos 500 metros.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.