Programa do ISEG e da AAOP quer capacitar atletas olímpicos e paralímpicos

Os atletas olímpicos e paralímpicos que queiram qualificar-se na área do empreendedorismo são o alvo de um programa formativo no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade de Lisboa, que arranca em setembro.


"Como sabemos que há atletas que têm a vontade de ter mais qualificações, e outros que precisam dessas qualificações para ter um pós-carreira mais consistente, o que tentámos fazer foi criar as condições para dar essas qualificações", descreve, em entrevista à Lusa, o presidente da Associação dos Atletas Olímpicos de Portugal (AAOP).

Segundo Luís Alves Monteiro, que chefia a associação que promove com o ISEG a formação, a iniciativa conta com o apoio da Fundação Ageas e de uma quarta entidade, por revelar, permitindo que custe apenas um preço simbólico de 100 euros, que revertem para apoio a deslocações e outras despesas para quem precisar.

Estão já preenchidas 23 das 25 vagas da primeira edição, com a certeza da continuidade futura e um leque de participantes vasto. "Temos duas inscrições de atletas paralímpicos, e depois pessoas do Norte, Centro e Sul do país. [...] Temos de tudo, pessoas que já têm um negócio a funcionar, que procuram conhecimento adicional, há pessoas que querem abrir um negócio, e pessoas numa ótica de querer ter mais valor acrescentado", refere o presidente da AAOP.

Um investimento de cerca de 40 mil euros, ao todo, que permite qualificar atletas em áreas como o empreendedorismo, mas também finanças, 'marketing' digital, comunicação e outras valências. "Quando falamos do pós-carreira, o facto de existirem este tipo de iniciativas dá também aos atletas no ciclo olímpico a segurança de virem a ter este tipo de apoio no futuro", recorda Luís Alves Monteiro.

Para a frente, a ideia é que este curso possa abrir portas a "outro leque de iniciativas e conteúdos e também apanhar mais zonas do país", numa lógica de descentralização, agregando ainda mais entidades patrocinadoras.

Entre os inscritos estão atletas como Francis Obikwelu, medalha de prata nos 100 metros dos Jogos Olímpicos Atenas2004, mas também o nadador Nuno Laurentino ou o judoca João Paulo Mendonça.

A coordenação do curso está a cargo do presidente da Educação Executiva do ISEG, Luís Cardoso, e do diretor-executivo do WYgroup, Pedro Janela, com Joana Santos Silva, Katia Almeida e Pedro Caramez entre os docentes.

O curso arranca em 27 de setembro e decorre até 29 de novembro, com um total de 50 horas, metade em formato presencial e outra por via telemática, com um "processo de ensino inovador", cuja designação alude ao desporto: sprint.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas