Responsáveis alemães exigem suspensão total dos desportistas russos

Em causa o relatório de Richard McLaren, que dá conta de um programa institucionalizado de dopagem na Rússia

Richard McLaren divulgou estudo que compromete o desporto russo
• Foto: EPA

Altos responsáveis do desporto alemão exigiram esta sexta-feira a suspensão total dos desportistas russos de todas as competições, reagindo ao relatório do jurista canadiano Richard McLaren, que conclui pela existência de um programa institucionalizado de dopagem na Rússia.

A segunda parte do relatório elaborado por McLaren, agora conhecida, revela que esse programa envolveu mais de mil atletas russos entre 2011 e 2015.

"O desporto russo deverá ser excluído de todas as competições internacionais, incluindo os Jogos Olímpicos, até que seja restabelecida a sua credibilidade", defendeu o presidente da Federação Alemã de Atletismo, Clemens Prokop, para quem este caso representa "um ataque fundamental contra o movimento olímpico e os seus valores".

Por seu turno, a presidente da comissão de Desportos da câmara baixa do Parlamento alemão, Dagmar Freitag, foi mais longe e disse que a Rússia "não devia ser autorizada a participar em Mundiais, Europeus ou Jogos Olímpicos enquanto o sistema russo não for reformado de modo credível e verificável".

Finalmente, a presidente da Agência Antidopagem da Alemanha, Andrea Gotzmann, confessou ter ficado "sem palavras" perante o relatório e "exigiu sanções" para as pessoas e as instituições visadas no documento.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.