Record

Rui Costa eleito atleta do ano pela Confederação do Desporto de Portugal

ciclista agraciado pela terceira vez consecutiva

Rui Costa eleito atleta do ano pela Confederação do Desporto de Portugal
Rui Costa eleito atleta do ano pela Confederação do Desporto de Portugal

O ciclista Rui Costa conquistou esta quarta-feira pela terceira vez consecutiva o prémio de Atleta masculino do ano na Gala da Confederação do Desporto de Portugal (CDP), igualando o recorde detido por Nelson Évora.  

Vencedor nas duas últimas edições, Rui Costa, que terminou o ano no quarto lugar do ranking mundial do ciclismo, voltou a vencer a votação para "Atleta masculino do ano", tal como o atleta Nelson Évora tinha feito entre 2007 e 2009. 

"Dou sempre o meu melhor naquilo que gosto de fazer, que é andar de bicicleta. Estou muito contente. Espero que este troféu me possa dar mais força", disse na entrega dos prémios no Casino Estoril.

O antigo campeão mundial foi o escolhido de uma lista que incluía o piloto Paulo Gonçalves, vice-campeão do Mundo de todo-o-terreno, do remador Pedro Fraga, campeão da Europa de Skiff Ligeiro, o tenista João Sousa, o português melhor classificado de sempre no ranking mundial (35.º), e Marcos Freitas, campeão europeu por Portugal e vencedor da Taça da Europa de ténis de mesa.

No setor feminino, o prémio da atleta foi para a judoca Telma Monteiro, vice-campeã do mundo de judo, que, ainda que ausente da 19.ª Gala da CDP, bateu a ginasta Ana Filipa Martins, 12.ª no Europeu e 16.ª no Mundial, a atleta Jessica Augusto, medalha de bronze na maratona no Europeu, a canoísta Teresa Portela, medalha de bronze em K1 200 e em K1 500 metros no Europeu, e Fu Yu, melhor de sempre no ranking de ténis de mesa feminino (18.º). 

O galardão de "Equipa do ano" recaiu na seleção sénior de ténis de mesa, também ausente da Gala. Na votação, os campeões europeus derrotaram a seleção sub-20 masculina de hóquei em patins, campeã mundial em 2013, o K4 masculino 1.000 metros que se sagrou vice-campeão mundial de canoagem, a seleção sub-19 de futebol, vice-campeã europeia, e o 49er dos velejadores Jorge Lima e José Luís Costa, quinto classificado do Mundial. 

O título europeu foi premissa suficiente para que Pedro Rufino, o selecionador de ténis de mesa, fosse premiado como "Treinador do ano", à frente de Hélio Lucas e José Sousa, responsáveis pela primeira medalha mundial da canoagem, o selecionador de futebol sub-21 Rui Jorge, que apurou Portugal para o Europeu com um pleno de vitórias, Frederico Marques, treinador de João Sousa, e Lino Barruncho, responsável pelo segundo lugar de João Pereira na etapa do Campeonato do Mundo de Triatlo de Chicago. "Este prémio era impossível sem atletas de eleição", frisou Rufino.

O prémio de "Jovem promessa" foi para o ciclista Ivo Oliveira, campeão mundial de perseguição individual júnior, mais votado do que a basquetebolista Maria Kostourkova, que aos 16 anos conquistou o título nacional sénior, o futebolista Marcos Lopes, vice-campeão europeu de sub-19, o surfista Miguel Adão, 3.º classificado do ranking mundial da categoria ProJunior, e o mesa-tenista Diogo Chen, campeão europeu. 

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas