Ucrânia preparada para decisões "necessárias" em termos de doping

Ministro dos Desportos deixou garantia

Igor Jdanov foi peremptório

A Ucrânia está preparada para tomar as decisões "necessárias" quando for informada do que exatamente levou esta sexta-feira a Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) a considerar que está em "situação muito crítica" em relação ao programa antidopagem.

Igor Jdanov, ministro ucraniano dos Desportos, reagiu assim às notícias vindas do conselho da IAAF, reunido no Mónaco, que manteve a suspensão internacional da Rússia e advertiu cinco outras federações nacionais, incluindo a ucraniana.

"Primeiro, é preciso perceber que decisão tomou a IAAF. Tenho de tomar conhecimento e depois poderei comentá-la em pormenor", disse à agência AFP Jdanov, que no entanto assegura que o seu ministério e o comité olímpico da Ucrânia vão tomar as decisões "necessárias".

Jdanov admitiu "alguns problemas", mas afasta a ideia de "problemas sistemáticos". "Cooperamos estreitamente com a Agência Mundial Antidopagem", disse ainda. "Quando um atleta é apanhado por doping entre nós, tem grandes problemas".

Além da Ucrânia, o Quénia e a Bielorússia ficam "sob vigilância" da IAAF, com a obrigação de "reforçar" o programa antidopagem, disse hoje no Mónaco o inglês Sebastian Coe, presidente do organismo mundial do atletismo.

Ao mesmo tempo, Marrocos e Etiópia são avisados de que terão de rever em profundidade "e com toda a urgência" os seus programas de combate ao doping, não só em competições mas também inopinadamente.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.