Record

Voleibol: Benfica afastado da Top Teams Cup

APÓS PERDER (1-3) COM OS ESPANHÓIS DO SON AMAR PALMA

O Benfica foi hoje afastado da Top Teams Cup de voleibol masculino, ao perder com os espanhóis do Son Amar Palma por 3-1, em encontro da segunda mão dos quartos-de-final da prova, disputado em Lisboa.

Cerca de 200 espectadores, no Pavilhão 2 do Estádio da Luz, assistiram ao "adeus" dos campeões portugueses às provas europeias, apesar de um começo auspicioso. O Benfica ganhou o primeiro "set" (25- 20), mas cedeu depois os três seguintes (20-25, 24-26 e 18-25).

Após a pesada derrota por 3-0 (25-17, 25-20 e 25-15), há uma semana, em Palma de Maiorca, a equipa benfiquista falhou assim a "final four" desta prova, que substituiu a extinta Taça das Taças em 2000/2001.

Desde então, as equipas portuguesas do Sporting de Espinho e do Castelo da Maia atingiram as "final four", atingindo respectivamente o título de campeão em 2001 e o segundo lugar em 2002 e o quarto posto em 2004.

"Estou francamente satisfeito com a postura, muito digna, dos jogadores - soltos -, que praticaram um bom voleibol. Era sempre muito difícil, pois trata-se de uma equipa com jogadores de topo mundial, com grande orçamento, muito superior ao do Benfica", disse o treinador José Jardim.

José Jardim optou por poupar o distribuidor canadiano Douglas Bruce, com uma contractura muscular no gémeo da perna direita, e Cabacinha ocupou o lugar, formando com Manuel Silva, André Lopes, os brasileiros Lukianetz, Roberto e Schwanke o "seis" inicial, enquanto Carlos Teixeira era o libero, nas recepções.

O atacante Lukianetz esteve em grande plano até Manuel Silva conseguir fechar o "set" à segunda oportunidade de que dispuseram as "águias", com um remate cruzado para o 25-20.

No segundo parcial, começou a sentir-se o maior poderio da equipa balear, sobretudo com o atacante francês Ruette a mostrar uma série de argumentos para ultrapassar o bloco "encarnado". O Benfica ainda salvou duas bolas de "set", mas uma falta na rede fez os espanhóis devolverem o 25-20.

O terceiro "set", interrompido largos minutos por uma confusão entre a mesa e os árbitros russos, Ravil Samedov e Oleg Uvarov, sobre quem deveria servir, foi o mais equilibrado e o central brasileiro Roberto e o capitão Pedro Fiúza responderam "à letra" ao atacante brasileiro Rodrigo Freitas, mas o Palma acabou por ganhar (26-24).

O encontro chegou ao fim, ao cabo de cerca de uma hora e meia, com novo "set" ganhou pela equipa de Palma de Maiorca, desta feita por 25-18, apesar do esforço do "gigante" brasileiro Dudu, a figura encarnada no derradeiro parcial.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Modalidades

Notícias

Notícias Mais Vistas

M