Ex-presidente da federação de ginástica dos EUA detido em caso de abusos sexuais

Steve Penny destruiu provas no caso de abuso sexual de Larry Nassar

• Foto: Reuters

Steve Penny, ex-presidente da federação de ginástica dos Estados Unidos, foi detido sob a acusação de manipulação e destruição de provas no caso de abusos sexuais cometidos pelo ex-médico da equipa Larry Nassar, informaram esta quinta-feira as autoridades.

A acusação oficial, emitida há cerca de três semanas, sustenta que Steve Penny terá ordenado a destruição de documentos relativos ao centro de treinos Karoliy Ranch - instalações oficiais da Federação e local onde mais de 300 raparigas terão sido violentadas sexualmente por Nassar -, por forma a "impedir a investigação em curso".

A detenção ocorreu na quarta-feira em Gatlinburg, no estado do Tenessee, onde Steve Penny se encontra sob custódia enquanto aguarda a extradição para o condado de Walker, no Texas, onde decorre o julgamento do caso.

A advogada do antigo dirigente já reagiu, afirmando em declarações à cadeia norte-americana CNN que Steve Penny estaria de férias com a família e que desconhecia a existência de uma acusação formal. Caso seja declarado culpado de um delito grave de terceiro grau, o acusado pode enfrentar uma pena máxima de 10 anos de prisão e uma multa de 10 mil euros.

Depois do testemunho de cerca de 160 vítimas, Larry Nassar enfrenta agora uma pena de prisão entre 40 a 175 anos por abuso de menores, tempo que se soma aos 55 anos que já cumpria por pornografia infantil.

A Universidade do Estado do Michigan, local de trabalho do ex-médico da federação, acordou o pagamento de 500 milhões de dólares às vítimas, como indemnização.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ginástica

Notícias

Notícias Mais Vistas