Record

Falta de verbas causa enorme indignação

António Moreira não aceitou pagar as despesas dos filhos, convocados para o Europeu de Baku

• Foto: DR

António (Ruca) Moreira, pai dos irmãos Inês e Gonçalo Moreira, está indignado. Depois dos seus filhos, de 17 e 15 anos respetivamente, terem garantido o apuramento para o Europeu de trampolins e tumbling, no próximo mês, em Baku, Azerbaijão, Ruca foi confrontado com a necessidade de ter de pagar todas as despesas da deslocação e não se conformou com a situação, pelo que a dupla de ginastas da Sociedade Filarmónica Estrela Montijense abdicou de participar na prova.

"Manifestei-me nas redes sociais e até recebi uma onda de solidariedade, com pessoas a disponibilizarem-se para ajudar financeiramente, mas a minha intenção não era a de arranjar dinheiro. Quis denunciar um problema recorrente que afeta outros atletas e outras modalidades", esclareceu Ruca, em declarações a Record.

Para ver os filhos numa prova em que estariam a representar a Seleção, este pai teria de pagar as passagens aéreas, alojamento, refeições, inscrição e até o equipamento, pelo que a dupla acabou por não viajar, pois cada atleta teria de pagar... 1.293,40 euros.

"Não considero que seja correto os atletas estarem a representar o país e terem de arcar com todas as despesas. Acredito que tudo pode ser alterado na política da Federação de Ginástica de Portugal e gerido de forma diferente", criticou Ruca.

O pai dos atletas visados está contra o facto de as disciplinas não olímpicas, como o tumbling, terem falta de apoios nos escalões de formação, excetuando casos pontuais. Os prazos para os atletas decidirem a sua participação "também foram apertados", segundo Ruca, "já que o último momento de apuramento foi a 24 de fevereiro e a federação divulgou a convocatória a 9 de março, sendo que a informação oficial e final dos valores e de qualquer eventual comparticipação, surgiu no mesmo dia".

A finalizar, Ruca agradeceu as mensagens de apoio e deixou uma declaração de princípio: "Há valores e princípios mais valiosos do que o dinheiro e eu não abdico deles. Esclareci os meus filhos acerca da posição tomada e, embora visivelmente tristes, ambos compreendem a decisão final ."

Apoios aos juniores só nas 'olímpicas' 

Instada a reagir às críticas apontadas por António Moreira, a Federação de Ginástica de Portugal (FGP) enviou à nossa redação um comunicado (n.º 01/2012), onde justifica a posição da sua direção, tomada, por unanimidade, a 31 de janeiro de 2012.

Os apoios aos atletas das Seleções são dados aos seniores e juniores nas disciplina olímpicas, mas nas disciplinas não olímpicas apenas os seniores têm essa benesse, dado que "considerando que a FGP alberga no seu seio um conjunto de oito disciplinas, sete das quais com calendários internacionais; considerando que não existe uma clara definição das responsabilidades da FGP no enquadramento de praticantes nessas participações internacionais; considerando ainda que os recursos à disposição da FGP não são ilimitados e que, portanto, necessitam de ser aplicados com rigor."

Por Alexandre Reis
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ginástica

Notícias

Notícias Mais Vistas

M