Foi vice-campeã mundial e é agora atriz porno: «Deram-me dinheiro que não podia recusar»

Verona van de Leur chegou a viver num carro, passou fome e foi presa

'Simply Verona' é a obra biográfica da antiga ginasta holandesa, Verona van de Leur, hoje com 33 anos, publicada em 2014 e que agora é editada em inglês. Chegou a ser uma das melhores ginastas do Mundo mas de há uns anos a esta parte integra a indústria dos filmes pornográficos. Circunstâncias da vida - como a má relação com os pais, a delinquência e a mendicidade - levaram-na a enveredar por este caminho. 

Verona van de Leur foi vice-campeã da Europa em 2002, tinha 16 anos. Por pouco não chegou ao ouro, ganho pela russa Svetlana Khorkina. Nesse Europeu a holandesa foi cinco vezes ao pódio e uns meses mais tarde sagrou-se vice-campeã do Mundo no exercício de solo.

Tudo fazia antever uma carreira prodigiosa, quiçá com medalhas olímpicas, mas não foi bem assim. Em 2008, depois de uma travessia no deserto em termos de resultados, deixou em definitivo a ginástica. Verona não se dava bem com os pais e, segundo contou, eles não concordaram com a decisão, acabando por colocá-la fora de casa. Começou aí a sua descida aos infernos...

A antiga ginasta acusou os pais de se terem apropriado dos seus rendimentos provenientes da ginástica e, quando os recuperou, gastou tudo num ápice em hotéis, onde morava juntamente com o namorado. Sem dinheiro, o casal não tardou a passar a viver na rua, moravam num carro. "Passámos invernos muito duros, com a neve a cobrir o carro", recorda. Faziam as necessidades na rua, quando conseguiam algum dinheiro iam a um ginásio tomar banho. "Sobrevivíamos. Se não tínhamos dinheiro comíamos um pão com manteiga", contou a antiga ginasta, que chegou a furtar em supermercados para poder comer.

Os tempos de estrela da ginástica tinham passado há muito. Um dia Verona fotografou um casal a ter relações sexuais num carro e tentou extorquir dinheiro à mulher, que era casada. Em consequência acabou por ser presa e a polícia encontrou imagens e vídeos de pornografia infantil no seu computador portátil, além de uma arma no carro que o casal usava como casa.

Em 2011, completamente desacreditada e sem um cêntimo, propuseram-lhe entrar na indústria porno. "Ofereceram-me uma quantidade de dinheiro que não pude recusar. Podia ter o futuro com que sempre havia sonhado."

Assim, durante os últimos 8 anos, Verona tem trabalhado como pornostar, tanto em gravações profissionais como a protagonizar os seus próprios vídeos, que depois publica no seu site. "Não sou uma atriz clássica de porno, considero isto um trabalho", refere a antiga ginasta, que conta deixar a indústria no final deste ano.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Ginástica

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.