Simone Biles reage às suspeitas e revela transtorno de hiperatividade

Grupo de 'hackers' acedeu banco de dados da AMA

• Foto: Reuters
Simone Biles revelou esta quarta-feira, depois de grupo de 'hackers' ter acedido o banco de dados da AMA, que sofre do Transtorno de Défice de Atenção e Hiperatividade (TDAH). 

"Tenho TDAH e medicar-me para isso não é algo que me deixe envergonhada ou temer que se saiba", revelou no Twitter a ginasta norte-americana, acrescentando que sempre foi a "favor de um desporto limpo".

Biles garantiu que continuará a "seguir as regras" porque "o jogo limpo é decisivo no desporto" e "muito importante" na forma como encara a vida.

A reação do ministro russo do Desporto

O ministro dos Desportos da Rússia, Vitaly Mutko, negou que tenha havido qualquer envolvimento do seu governo na alegada 'pirataria' ao sistema informático da Agência Mundial Anti-Doping (AMA).

Vitaly Mutko, que falava à margem do Congresso Extraordinário da UEFA, que elegeu o esloveno Aleksander Ceferin como novo presidente, refutou as insinuações de ligações do governo russo ao grupo de 'hackers' que, depois de aceder ao banco de dados da AMA, divulgou dados da ginasta Simone Biles e das tenistas Venus e Serena Williams (todas dos Estados Unidos).

Em comunicado, a AMA anunciou que um grupo russo de ciber-espionagem, denominado por Tsar Team (APT28), também conhecido por 'ursos extravagantes', tinha quebrado a segurança e entrado no sistema informático do organismo.
Por Sandra Lucas Simões e Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Ginástica

Notícias

Notícias Mais Vistas